ORDO DIVINI OFICII RECITANDI SACRIQUE PERAGENDI   Iuxta Ritum Breviarii et Missalis Romani editionis typicae a. D. 1962 Ac indulta Apostólica Ad usum Cleri Administrationis Apostolicae Personalis Sancti Ioannis Mariae Vianney   Pro Anno Domini 2015 Paschate occurrente die 5 mensis Aprilis   Littera Martirologii k SUMO PONTÍFICE SUA SANTIDADE O PAPA FRANCISCO Nascido em […]
" /> Ordo Litúrgico 2015

Ordo Litúrgico 2015

ORDO

DIVINI OFICII RECITANDI

SACRIQUE PERAGENDI

 

Iuxta Ritum Breviarii et Missalis Romani

editionis typicae a. D. 1962

Ac indulta Apostólica

Ad usum Cleri

Administrationis Apostolicae Personalis

Sancti Ioannis Mariae Vianney

 

Pro Anno Domini

2015

Paschate occurrente die 5 mensis Aprilis

 

Littera Martirologii k

SUMO PONTÍFICE

SUA SANTIDADE O PAPA FRANCISCO

Nascido em Buenos Aires, Argentina – 17 de dezembro de 1936 (79 anos).

Profissão Religiosa na Companhia de Jesus – 12 de março de 1960 (55 anos).

Ordenado Presbítero – 13 de dezembro de 1969 (46 anos).

Eleito Bispo Titular de Auca e Auxiliar de Buenos Aires – 22 de maio de 1992 (23 anos).

Ordenado Bispo – 27 de junho de 1992 (23 anos).

Nomeado Coadjutor de Buenos Aires – 3 de junho de 1997 (18 anos).

Sucedeu como Arcebispo de Buenos Aires – 28 de fevereiro de 1998 (17 anos).

Cardeal Presbítero da Santa Igreja Romana do Título de São Roberto Belarmino – 21 de fevereiro de 2001 (14 anos).

Eleito Papa – 13 de março de 2013 (2 anos).

Início Solene de seu ministério como Pastor universal da Igreja – 19 de março de 2013 (2 anos).

 

 

NÚNCIO APOSTÓLICO

            Exmo. e Revmo. Sr. D. Giovanni D’Aniello, Arcebispo Titular de Paestum (n.05/01/55; e. 15/12/2001; o. 06/01/2001; c. 10/02/2012).

Nunciatura Apostólica:

Endereço: SES – Av. das Nações, Quadra 801 Lt. 01

70401-900 – Brasília – DF / Caixa Postal 3583 – 70.089-970

Fone:  (61) 3224-9365

E-mail: nunapost@solar.com.br

Mons. Piergiorgio Bertoldi – Primeiro Conselheiro.

Mons. Gian Luca Perici

Mons. Tomaz Krzysztaf

 

 

ADMINISTRADOR APOSTÓLICO

          Exmo. e Revmo. Sr. Dom Fernando Arêas Rifan: (n. 25/10/50; e. 28/06/02; o. 18/08/02; c. 16/12/02)

Endereço:

Rua Miranda Pinto, 26.

Pq. Leopoldina

28051-245

Campos dos Goytacazes – RJ – Brasil

Tel. (22) 2732-2198 – Fax: (22) 2732-9480

Home page: www.adapostolica.org

E-mail: domfernando@catolicosempre.org.br

  

CÚRIA DA ADMINISTRAÇÃO APOSTÓLICA

 

Vigário Geral e Chanceler: Mons. José de Matos Barbosa

Chanceler Emérito: Mons. Henrique Conrado Fischer.

Notário: Pe. José Ronaldo de Menezes.

Endereço:

Rua Dom Licinio Rangel, 169.

Parque Riachuelo

28013-450 – Campos dos Goytacazes – RJ

Fone/Fax: (22) 2723-8417

Endereço eletrônico (e-mail): curiaadm@hotmail.com

Home page: www.adapostolica.org

Documenta

I – De Ritu proprio Administrationis Apostolicae

 

“Confirmabitur Administrationi Apostolicae facultas celebrandi Eucharistiam et Liturgiam Horarum secundum Ritum Romanum atque disciplinam liturgicam ad Nostri Decessoris sancti Pii V praescripta, cum accomodationibus inductis ab eius Successoribus usque ad beatum Ioannem XXIII”.

 (Carta Autógrafa Ecclesiae Unitas, de S. S. Papa João Paulo II, 25 de dezembro de 2001)

*****

“III      Administrationis Apostolicae facultas tribuitur sacram Eucharistiam, alia sacramenta, Liturgiam Horarum ceterasque liturgicas actiones celebrandi secundum Ritum Romanum ac disciplinam liturgicam ad Sancti Pii V praescripta, una cum acommodationibus quas Successores usque ad Beatum Ioannis XXIII induxerunt”.

(Decreto de Ereção Canônica da Administração Apostólica: Animarum bonum, de 18 de janeiro de 2002)

 

II – De Administrationis Apostolicae Liturgico Calendario

 

1) PEDIDO DE APROVAÇÃO DO CALENDÁRIO

 

Ao Emm.º e Revmo. Sr. Dom Jorge, Cardeal Medina Estévez,

DD. Prefeito da Sgr. Congregação do Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos

 

Eminência Reverendíssima,

 

Vimos, pela presente, dirigir-nos a Vossa Eminência e a este Sagrado Dicastério para tratar do Calendário Litúrgico próprio a ser seguido pela nossa Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney.

 

Considerando que pela Carta Autógrafa Ecclesiae Unitas do Santo Padre, e pelo Decreto de Ereção Canônica da Administração Apostólica Animarum Bonum, foi concedido à mesma Administração Apostólica o uso dos livros litúrgicos, e, portanto, do Calendário Litúrgico de 1962;

 

Considerando que, juntamente com o Calendário Romano Universal de 1962, temos também o Calendário próprio, aprovado para todo o Brasil, por uma concessão da então Sagrada Congregação dos Ritos, de 12 de dezembro de 1962;

 

Considerando que, além das mencionadas festas, surgiram também celebrações de outros Beatos e Santos brasileiros, beatificados ou canonizados por S. Santidade o Papa João Paulo II;

Considerando que São João Maria Vianney é o Padroeiro principal da nossa Administração Apostólica;

 

Considerando, por fim, que, além destas festas, há outras festas e outros Santos e Beatos, que julgamos ser de utilidade que se celebrem em nossa Administração Apostólica, em razão do seu culto muito difundido entre todos nossos fiéis;

 

Diante dessas considerações, vimos submeter a Vossa Eminência e a esta Sagrada Congregação o pedido de aprovação do Calendário próprio a ser seguido pela nossa Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney, que enviamos em anexo a esta carta.

 

Desde já agradecendo a benigna atenção, subscrevemo-nos de Vossa Eminência afeiçoado no Senhor.

 

Campos dos Goytacazes, 5 de setembro de 2002.

 

+ Licinio Rangel

Bispo Titular de Zarna

Administrador Apostólico

 

 

2) APROVAÇÃO DA CONGREGAÇÃO.

 

CONGREGAÇÃO PARA O CULTO DIVINO

E DISCIPLINA DOS SACRAMENTOS.

 

Prot. N. 1719/02/L

 

Roma, 14 de setembro de 2002.

 

Excelência Reverendíssima,

 

esta Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos se apressa em responder à carta de 05 de setembro p. p. com a qual Vossa Excelência apresentava o Calendário litúrgico Próprio da Administração Apostólica pessoal de S. João Maria Vianney para o competente exame do Dicastério.

De sua parte, o Dicastério, depois de ter atentamente examinado e estudado a proposta enviada por Vossa Excelência, concede que as celebrações do ano litúrgico apresentadas nos considerandos da carta de 05 de setembro, sejam observadas dentro dos limites jurisdicionais desta Administração Apostólica pessoal de S. João Maria Vianney, como estão definidos pela Santa Sé, através da Carta Autógrafa do Santo Padre “Ecclesiae Unitas” e pelo Decreto de Ereção Canônica “Animarum bonum”.

Agradecendo pela cortês atenção, aproveito o ensejo para significar-lhe minha estima e para testemunhar-lhe sentimentos de distinto obséquio.

De Vossa Excelência Reverendíssima

devotíssimo no Senhor

 

(a)    Jorge A. Card. Medina Estévez.

______________________________

A Sua Excelência Reverendíssima

D. LICINIO RANGEL

Bispo Titular de Zarna

Administrador Apostólico da

Administração Apostólica pessoal

de S. João Maria Vianney

BRASIL


CALENDÁRIO LITÚRGICO PRÓPRIO DA

ADMINISTRAÇÃO APOSTÓLICA PESSOAL SÃO JOÃO MARIA VIANNEY

 

  • 4 de fevereiro – São João de Brito, mártir, 3a. classe, com comemoração de S. André Corsini, Confessor.
  • 20 de fevereiro – Beatos Francisco Marto e Jacinta Marto, Pastorinhos de Fátima, 3a. classe.
  • 3 de maio – Invenção da Santa Cruz, 2a. classe, com comemoração dos Santos Alexandre, Evêncio e Teodulo Mártires, e Juvenal, Bispo e Confessor.
  • 6 de maio – São Domingos Sávio, Confessor, 3a. classe.
  • 13 de maio – Nossa Senhora do Rosário de Fátima, 3a. classe, com comemoração de São Roberto Belarmino.
  • 9 de junho – Beato José de Anchieta, Confessor, Apóstolo do Brasil, 3a. classe.
  • 13 de junho – Santo Antônio de Pádua, com rito de 2a. classe.
  • 5a. feira após o 3o. domingo depois de Pentecostes – Festa do Coração Eucarístico de Jesus, 3a. classe.
  • 6 de julho – Santa Maria Goretti, Virgem e Mártir, 3a. classe.
  • 9 de julho – Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus, Virgem, primeira Santa Brasileira, 3a. classe.
  • 15 de julho – Beatos Inácio de Azevedo e Companheiros, Mártires, 3a. classe, com comemoração de Santo Henrique, Confessor.
  • 16 de julho – Nossa Senhora do Monte Carmelo, com rito de 3a. classe.
  • 8 de agosto – São João Maria Vianney, Confessor, Padroeiro Principal da nossa Administração Apostólica, 1a. classe.
  • 30 de agosto – Santa Rosa de Lima, Virgem, Padroeira Principal da América Latina, 1a. classe.
  • 23 de setembro – São Pio de Pietrelcina, Confessor, 3a. classe, com comemoração de São Lino, Papa e Mártir e de Santa Tecla, Virgem e Mártir.
  • 1o. de outubro – Beatos André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro e Companheiros, Mártires, 3a. classe, com comemoração de S. Remígio, Bispo e Confessor.
  • 12 de outubro – Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira do Brasil, 1a. classe.
  • 25 de outubro – Santo Antônio de Sant’Ana Galvão, Confessor, 3a. classe, com comemoração dos Santos Crisanto e Daria, Mártires.
  • 5 de novembro – Sagradas Relíquias que se conservam nas Igrejas do Brasil, 3a. classe.
  • 17 de novembro – São Roque Gonzáles e Companheiros Mártires, 3a. classe, com comemoração de São Gregório Taumaturgo, Bispo e Confessor.
  • 12 de dezembro – Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira Principal da América Latina, 1a. classe.

 

 

ANOTAÇÕES GERAIS

Índice das anotações:

            I. Siglas usadas.

II. Dias Santos de guarda.

III. Aplicação da Missa Pro Populo.

IV. Aniversário do Santo Padre o Papa e do Bispo Administrador Apostólico.

V. Oração pro seipso no aniversário da Ordenação.

VI. Missa votiva Pro Sponsis, Bodas de Prata e de Ouro.

VII. Época para cumprir o preceito pascal.

VIII. Missas de Defuntos.

IX. Bem-aventurados Brasileiros ainda não inscritos no Calendário Litúrgico do Brasil.

X. Coletas.

 

I. SIGLAS USADAS

+  : domingo e festas de preceito.

SCJ: primeiras sextas-feiras em que são permitidas duas missas votivas do Sagrado Coração de Jesus de 3a. classe.

ICM: primeiros sábados em que é permitida uma missa votiva do Imaculado Coração de Maria de 3a. classe.

R.0: não se permite nenhuma missa de Réquiem.

R.1, R.2, R.3, R.4: permitem-se as missas de Réquiem de 1a., 2a., 3a. e 4a. classe, respectivamente.

V.0: não se permite nenhuma missa votiva.

V.1, V.2, V.3, V.4: permitem-se missas votivas de 1a., 2a., 3a. e 4a. classe, respectivamente.

 

II. DIAS SANTOS DE GUARDA

São festas de preceito os dias: do Natal de Nosso Senhor, da oitava do Natal (1o. de janeiro), de Corpus Christi e da Imaculada Conceição.

Segundo o cânon 1246 § 2, a CNBB, em sua Legislação Complementar, transferiu os seguintes dias santos para o domingo: Epifania, Ascensão, Assunção de Nossa Senhora, São Pedro e São Paulo, Todos os Santos. Por este motivo, segundo determinação do Exmo. Sr. Bispo Administrador Apostólico, embora façamos a celebração litúrgica destas festas nos dias correspondentes, todos os Srs. Padres deverão fazer a solenidade externa das mesmas no domingo seguinte, para proveito dos fiéis. A solenidade externa consiste somente em celebrar a Missa da festa. O Ofício permanece o do dia em curso.

A festa de São José não é mais dia santo: portanto não obriga sob preceito.

 

III. APLICAÇÃO DA MISSA PRO POPULO

Os pastores de almas devem aplicar a Missa pelo povo que lhes foi confiado, todos os domingos e nas outras festas de preceito de sua Diocese (Administração); mas quem estiver legitimamente impedido de fazê-lo, aplique-as nesses dias por intermédio de outro, ou pessoalmente em outros dias. O sacerdote a quem estiverem confiadas várias paróquias, também a título de administração, satisfaz à obrigação aplicando uma só missa por todo o povo que lhe está confiado. Quem não tiver cumprido esta obrigação, aplique, quanto antes, tantas missas pelo povo quantas tiver omitido (cân. 388 a 534; cfr. cân. 914, 427 §1, 540§1).

 

IV. ANIVERSÁRIO DO PAPA E DO BISPO ADMINISTRADOR APOSTÓLICO

            a) No dia do aniversário do Papa (13 de março): na Igreja Principal: Missa Votiva (2a. classe) do aniversário do Sumo Pontífice. Nas demais Igrejas: oração pelo Papa sub única conclusione com a oração do dia.

b) No dia do aniversário do Sr. Bispo Administrador Apostólico (18 de agosto): Na Igreja Principal: Missa Votiva (2a. classe) pelo Bispo Administrador Apostólico. Nas demais Igrejas: oração pelo Bispo Administrador Apostólico sub única conclusione com a oração da Missa.

 

V. ORAÇÃO PRO SEIPSO NO ANIVERSÁRIO DA ORDENAÇÃO

            No aniversário da própria ordenação, o padre pode rezar a oração Pro seipso, sub única conclusione com a oração da missa. A oração, porém, é proibida: nas festas do Senhor de 1a. classe (exceto 1o. de jan. e 1o. de julho), no Tríduo Sagrado, nos dias de Páscoa e Pentecostes e no dia de Finados. Nesse último caso, o padre pode transferir a oração para o primeiro dia desimpedido.

 

VI. MISSA VOTIVA PRO SPONSIS, BODAS DE PRATA E DE OURO

a) Missa pro sponsis: É votiva de 2a. classe. Proíbe-se em todos os dias de domingo, quando não se pode dar a bênção nupcial e nas festas de 1a. classe. Quando se proíbe a missa pro sponsis, diz-se a missa do dia com a oração pro sponsis, sub única conclusione, mesmo nas festas de 1a. classe.

b) Nas bodas de prata e de ouro: pode-se celebrar uma missa votiva de 2a. classe da Ssma. Trindade, ou de N. Senhora, acrescentando-se a oração pro gratiarum actione sub única conclusione com a primeira oração. Nunca se pode celebrar a missa pro sponsis. Esta missa votiva está proibida em todos os dias em que estiver marcado V.0 ou V.1. Terminada a missa, rezam-se as orações próprias do ritual para os esposos.

 

VII. ÉPOCA PARA CUMPRIR O PRECEITO PASCAL

            O tempo útil para cumprir o dever pascal, em conformidade com o novo Código de Direito Canônico (c. 920 §2), é o próprio Tempo Pascal, isto é, desde a Quinta-feira Santa até a Festa de Pentecostes. Por justa causa, este preceito pode ser cumprido em outro tempo dentro do ano.

 

VIII. MISSAS DE DEFUNTOS.

1. Princípio geral.

As Missas de Defuntos que se celebram no dia da Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos concordam com o ofício do dia. Todas as demais são distintas do ofício, de modo que nelas não se faz nenhuma comemoração do ofício em curso e vice-versa.

2. Modalidades.

As Missas de defuntos podem ser de:

a) 1a. classe:

  • As três missas da Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos (Finados).
  • Missa Exequial:
  • per se é a Missa celebrada com o corpo presente;
  • mas, por uma causa razoável, pode-se celebrar na ausência do corpo ou já estando este sepultado. Para que a Missa celebrada na ausência do corpo seja de 1a. classe, é necessário que tenha os elementos de um verdadeiro funeral (cum absolutione absente defuncto corpore).
  • No Brasil, caso não tenha havido Missa de corpo presente, a Missa de 7o. dia se equipara à Missa exequial, portanto 1a. classe, mas desde que haja a absolvição no final.

 

b) 2a. classe:

  • As Missas celebradas no dia da morte: são as Missas celebradas por um defunto desde o dia da morte até ao dia da sepultura; permitem-se:
  • com o corpo presente,
  • na igreja ou capela do lugar onde o defunto morreu ou vai ser enterrado,
  • ou na igreja onde se celebra a Missa exequial separada do enterro.
  • A Missa depois de recebida a notícia da morte: pode ser celebrada em qualquer igreja.
  • A Missa da última sepultura do defunto: é a Missa que se pode celebrar na igreja em que o corpo do defunto, primeiramente sepultado em um local provisório, é levado à sepultura definitiva, no mesmo dia da sepultura definitiva.

 

c) 3a. classe:

  • São as Missas de 3o., 7o. e 30o. dia da morte ou da sepultura do defunto; normas:
  • Pode-se celebrar uma só missa em cada igreja;
  • Se ela for proibida no dia, pode-se trasladar para o dia mais próximo, não impedido;
  • Nos dias em que são permitidas as Missas de defuntos de 4a. classe, pode-se celebrar várias destas Missas.
  • A Missa do aniversário do falecimento ou da sepultura; normas:
  • Pode-se celebrar uma só missa em cada igreja;
  • Se ela for proibida no dia, pode-se trasladar para o dia mais próximo, não impedido;
  • Nos dias em que são permitidas as Missas de defuntos de 4a. classe, pode-se celebrar várias destas Missas.
  • As Missas de defuntos nas igrejas ou capelas de cemitério;
  • As Missas de defuntos dentro da oitava da Comemoração de Todos os Fiéis Defuntos.

 

d) 4a. classe: são as Missas quotidianas pelos defuntos, nos dias em que se permitem Missas de defuntos de 4a. classe.

 

3. Quando se podem celebrar.

As Missas de Defuntos podem ser celebradas nos dias não impedidos, de acordo com a classe. Assim, e.g., em certas festas de 1a. classe, como o Natal, Corpus Christi e Assunção, não se permite nenhuma Missa de Defuntos, mesmo as de 1a. classe (corpo presente); já nos domingos de 2a .classe, permitem-se somente as Missas de 1a. classe, não as de 2a. classe ou inferiores; etc.

 

IX. BEM-AVENTURADOS BRASILEIROS AINDA NÃO INSCRITOS NO CALENDÁRIO LITÚRGICO.

1. Bem-aventurada Lindalva Justo de Oliveira, mártir.

7 de janeiro (beatificada em 02/12/2007)

2. Bem-aventurados Manuel Gómez Gonzáles e Adílio Daronch, mártires.

21 de maio (beatificados em 21/10/2007)

3. Bem-aventurada Francisca de Jesus (Nhá Chica).

14 de junho (beatificada em 04/05 de 2013)

4. Bem-aventurada Albertina Berkenbrock, mártir.

15 de junho (beatificada em 20/10/2007)

5. Bem-aventurada Dulce Lopes Pontes, religiosa.

13 de agosto (beatificada em 22/05/2011)

6. Bem-aventurado Eustáquio van Lieshout, presbítero.

30 de agosto (beatificado em 15/06/2006)

7. Bem-aventurado Mariano de la Mata Aparício, presbítero.

5 de novembro (beatificado em 05/11/2006)

8. Bem-aventurada Bárbara Maix, fundadora.

6 de novembro (beatificada em 06/11/2010)

 

X. COLETAS

            De acordo com o que foi votado na 36a. e na 38a. Assembléia Geral da CNBB (abril de 1998 e 2000), as coletas nacionais passarão a ser as seguintes:

a) 3o. Domingo do Advento: Coleta em favor da Evangelização, com finalidade de ajudar no trabalho evangelizador da Igreja no Brasil. 45% desta coleta devem permanecer na Diocese; 20% devem ser remetidos à CNBB Regional e 35% à CNBB Nacional.

b) Encerramento da Quaresma: Campanha da Fraternidade. 60% das coletas das igrejas ficarão à disposição do Fundo Diocesano de Solidariedade. 40% serão enviados para a constituição do Fundo Nacional de Solidariedade.

c) Sexta-feira Santa: Lugares Santos (com 10% para a Catholica Unio).

            d) Domingo entre 28 de junho e 4 de julho: Óbulo de São Pedro. Participação nas preocupações do Santo Padre pelas aflições e necessidades da Igreja Universal.

e) Penúltimo domingo de outubro: Missões (com 10% para a Santa Infância).

 

JANEIRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Promover a paz: Para que as pessoas de diferentes tradições religiosas e todos os homens de boa vontade colaborem na promoção da paz.

Missionária: Ano da vida consagrada: Para que, neste ano dedicado à vida consagrada, as consagradas e os consagrados descubram a alegria de seguir a Cristo e se dediquem zelosamente ao serviço dos pobres.

 

1. +     quinta-feira – branco – Oitava do Natal de Nosso Senhor– 1a. classe.

a)      Oficio: festivo em todas as horas.

b)     Missa: própria: Gl., Cr., Pref. e Communic. do Natal.

c)      Notas: R.0, V.0.

 

  • Em todos os domingos, antes da Missa conventual, paroquial, ou de comunidade, faz-se a aspersão com a água benta. Canta-se a antífona Asperges me (T. pascal: Vidi aquam).

 

Durante o Tempo do Natal:

a)      Diz-se Glória mesmo nas missas da féria.

b)      Diz-se o Prefácio do Natal (não o Communicantes) até o dia 5 de janeiro, exceto nas missas que tenham prefácio próprio. Do dia 6 ao 13 de janeiro, diz-se o Pref. da Epifania.

c)      Proibem-se as missas quotidianas pelos defuntos de 4a. classe até o dia 13 de janeiro.

d)      No ofício do Tempo: os hinos das Horas menores e de Completas cantam-se no tom próprio do Natal, com as doxologias comuns, até noa do dia 5 de janeiro.

 

2. sexta-feira – branco – Da féria4a. classe – 1ª sexta-feira do mês.

a) Ofício: Mat.: Invitat. e hino como 1o. de jan.; Leituras: Ep. ad Romanos; Te Deum. Laudes, Horas men. e Vésp.: a partir do capítulo como 1o. de jan. (tempo do Natal).

b) Missa: de 1o. de jan., Gloria, sem Credo; Pref. do Natal, Communic. comum.

c) Notas: SCJ, R.3, V.4

 

3. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe – 1º sábado do mês.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; leituras de Scrip. Ep. ad Romanos; 3a. leitura: De via (mês de janeiro).

b) Missa: Vultum tuum (do Natal à Purificação), Gl., pref. de Nossa Senhora

c) Notas: ICM, R.3, V.4

  • I Vésperas da festa do Ssmo. Nome de Jesus, branco, 2a. classe, sem comemoração. Compl. de domingo.
  • Amanhã em todas as Paróquias deve-se fazer a Solenidade da Epifania, segundo determinação do Exmo. Sr. Bispo Administrador Apostólico (ver Introdução do Ordo, pg. 12).

 

4. + domingo – branco – FESTA DO SANTÍSSIMO NOME DE JESUS2a. classe – Solenidade da Epifania.

a)      Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: antif. e salmos de domingo.

b)     Missa:

  • Nas missas com o povo: Solenidade da Epifania: tudo como no dia da Epifania.
  • Nas missas privadas: Missa do Ssmo. Nome, Credo, Pref. do Natal, Commun. comum.

c)      Notas: R.1, V.2.

 

5. segunda-feira – branco – Da féria4a. classe.

a) Ofício: Mat.: Invitat. e hino como 1o. de jan.; Leituras: Ep. ad Romanos; Te Deum. Laudes, Horas men. e Vésp.: a partir do capítulo como 1o. de jan. (tempo do Natal). Laudes: com. de S. Telésforo, Pp. e M.

b) Missa: de 1o. de jan., Gloria, com. de S. Telésforo, sem Credo; Pref. do Natal, Communic. comum.

c) Notas: R.3, V.4

 

  • I Vésperas da Festa da Epifania, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.

 

Tempo da Epifania

 

6. terça-feira – branco – Epifania de Nosso Senhor – 1a. classe.

a)      Ofício: festivo em todas as horas; Mat. rubrica especial.

b)     Missa: pr., Credo, pref. e Commun. próprios.

c)      Notas: R.0, V.0

 

  • Do dia 7 ao 12 de janeiro são proibidas todas as missas quotidianas de defuntos (4a. classe).

 

7. quarta-feira – branco – Da féria4a. classe.

a)      Ofício: Mat.: invit. e hino da Epifania; 1 not. leitura Ep. Ad Romanos; Te Deum, or. da Epifania. Ld., horas e Vésp.: como na Epifania a partir do capítulo. Ant. do Bened. e Magnif. próprias.

b)     Missa: da Epifania, Glória, sem Credo, pref. da Ep., Communic. comum.

c)      Notas: R.3, V.4.

 

8. quinta-feira – branco – Da féria4a. classe.

Como ontem.

 

9. sexta-feira – branco – Da féria4a. classe.

Como quarta-feira.

 

10. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; leituras de Scrip. Ep. ad Romanos; 3a. leitura: De via (mês de janeiro).

b) Missa: Vultum tuum (do Natal à Purificação), Gl., pref. de Nossa Senhora

c) Notas: R.3, V.4

 

  • I Vésperas da Sagrada Família, branco. Não se faz comemoração do domingo. Compl. de domingo.

 

11. + 1o. Domingo depois da Epifania – branco – FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA2a. classe.

a) Ofício: festivo; nas horas menores: ant. e salmos de domingo. Não se faz comemoração do domingo.

b) Missa: própria; sem comemoração; prefácio da Epifania.

c) Notas: R.1, V.2

 

12. segunda-feira – branco – Da féria4a. classe.

a) Ofício: Mat.: invit. e hino da Epifania; leituras de Scrip. De Ep. I ad Corinthios (colocadas após o dia 13/01 no breviário); Te Deum, or. do 1o. domingo depois da Epifania, com. de S. Higino, Pp. e M. Ld., horas e Vésp.: como na Epifania a partir do capítulo, ad Bened. et Magnif. ant. próprias.

b) Missa: do 1o. domingo depois da Epifania, Glória, com. de S. Higino, sem Credo, pref. da Ep., Communic. Comum; ou Missa de S. Higino, verm., Gloria.

c) Notas: R.3, V.4.

 

13. terça-feira – branco – COMEMORAÇÃO DO BATISMO DE NOSSO SENHOR 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: própria, Gloria, Credo, pref. da Epifania.

c) Notas: R.2, V.2

 

Tempus per annum

 

  • Durante a semana diz-se o prefácio comum, até a quaresma, quando não há prefácio próprio.

 

14. quarta-feira – branco – S. Hilário, Bispo, Conf. D. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Félix, Presb. e M.

b) Notas: R.3, V.3

 

15. quinta-feira – branco – São Paulo Eremita, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Amaro, Ab.

b) Notas: R.3, V.3

 

16. sexta-feira – vermelho – S. Marcelo I, Pp. e M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

17. sábado – branco – Santo Antão, Ab. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

  • I Vésperas do 2o. domingo depois da Epifania, verde, 2a. classe.
  • Amanhã: 13o. Aniversário da Ereção Canônica da nossa Administração Apostólica e da Nomeação do 1o. Administrador Apostólico, S. Exa. Dom Licinio Rangel.

 

18. + 2o. DOMINGO DEPOIS DA EPIFANIAverde – 2a. classe.

a) Ofício: invitatório e hinos “per annum”.

            b) Missa: Credo, pref. da Santíssima Trindade.

            c) Notas: R.1, V.2

 

19. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. dos Ss. Mário, Marta, Audíface e Ábaco, Mm. e com. de S. Canuto, Rei e M.

b) Missa: do 2o. domingo depois da Epifania, sem Glória, com. dos Ss. Mm. e de S. Canuto, pref. Comum; ou Missa dos Ss. Mm., vermelho, Glória; ou Missa de S. Canuto, branco, Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

20. terça-feira – vermelho – Ss. Fabiano, Pp. e Sebastião, Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

21. quarta-feira – vermelho – S. Inês, V. e M – 3a. classe.

a) Ofício: Matinas, Laudes e Vésperas próprias.

b) Notas: R.3, V.3

 

22. quinta-feira – vermelho – Ss. Vicente e Anastácio, Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

23. sexta-feira – branco – S. Raimundo de Peñafort, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Emerenciana, V. e M.

b) Notas: R.3, V.3

 

24. sábado – vermelho – S. Timóteo, B. e M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 3o. Domingo depois da Epifania, verde, 2a. classe.

 

25. + 3o. DOMINGO DEPOIS DA EPIFANIAverde – 2a. classe.

a) Ofício: invitatório e hinos “per annum”.

            b) Missa: Credo, pref. da Santíssima Trindade.

            c) Notas: R.1, V.2

 

26. segunda-feira – vermelho – S. Policarpo, Bispo e M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

27. terça-feira – branco – S. João Crisóstomo, Bispo, Conf. e D.  – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

28. quarta-feira – branco – S. Pedro Nolasco, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: comemoração de S. Inês, V. e M.

            b) Notas: R.3, V.3

 

29. quinta-feira – branco – S. Francisco de Sales, B., Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

30. sexta-feira – vermelho – S. Martinha, V. e M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

31. sábado – branco – S. João Bosco, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do Domingo da Septuagésima, roxo, 2a. classe.

 

FEVEREIRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO 

Geral: Dignidade dos reclusos: Para que os reclusos, especialmente os jovens, tenham a possibilidade de reconstruir a sua vida com dignidade.

Missionária: Casais separados: Para que os casais que se separaram encontrem acolhimento e apoio na comunidade cristã.

 

Tempo da Septuagésima e da Quaresma

 

1) No Ofício: omite-se totalmente o Aleluia, que é substituído por Laus tibi Domine no fim do Deus in adiutorium.

2) No ofício do Tempo: omite-se o Te Deum; reza-se o 2o. esquema de Laudes.

  • Ofício dominical: antífonas próprias em Laudes e nas horas (não em Vésperas).
  • Ofício ferial: só a antif. do Magnificat é própria.

3) Na Missa:

  • Substitui-se o Aleluia pelo Tractus nas missas dos domingos e festas, como também nas votivas. Porém, quando se celebra a missa do domingo durante a semana, o Aleluia é simplesmente omitido.
  • Nas missas do tempo omite-se o Gloria.
  • Não se diz mais o Benedicamus Domino, mas sim Ite Missa est.

4) Durante todo o Tempo da Septuagésima:

  • pode-se tocar unicamente o órgão, ficando proibido o uso de outros instrumentos.
  • Pode-se ornar os altares com flores.

 

1. + DOMINGO DA SEPTUAGÉSIMA– roxo – 2a. classe.

a) Ofício: próprio: Mat. sem Te Deum; 2o. esquema de Laudes. Horas: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

            b) Missa: sem Gloria, tractus, Credo, pref. da Ssma. Trindade, Ite Missa est.

            c) Notas: R.1, V.2

 

2. segunda-feira – branco – PURIFICAÇÃO DE NOSSA SENHORA – 2a. classe

            a) Ofício:

  • Festivo nas horas maiores; nas horas menores: of. ordinário; Compl. de domingo.
  • A partir de Completas de hoje: Ant. Ave Regina Caelorum, até a Quarta-feira Santa.

            b) Antes da Missa: Bênção das velas:

  • Quem benze as velas deve também celebrar a S. Missa, a não ser que seja o Bispo Ordinário.
  • Rito: O Celebrante, subindo ao altar, oscula-o no meio e, com as mãos postas, diz Dñus. vob. e as orações. Para receber sua vela, o Cel. não deve descer do supedâneo: basta que vire para o povo. Se não houver nenhum outro sacerdote, o Cel. toma a vela do altar e a oscula. Os fiéis, ao receberem a vela, osculam primeiro a esta, depois a mão do Cel. Terminada a distribuição, o Cel. reza a oração e faz-se a procissão, na qual acendem-se as velas.
  • Na Missa que se segue à procissão: omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e Oramus te; o Cel. sobe diretamente ao altar e o oscula. Na Missa Solene o Cel. acende sua vela durante o Evangelho. Os fiéis devem acender as velas no Evangelho e do Prefácio até à comunhão.
  • Na Igreja Principal a cerimônia deve ser feita em rito solene (com diácono e subdiácono). Nas Igrejas Paroquiais pode-se usar o rito simples.

         c) Missa: própria; Credo, Pref. do Natal.

        d) Notas: R.1, V.2

 

3. terça-feira – roxo – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial; Laudes II, com. de S. Brás, B. e M.

b) Missa: do domingo da Septuagésima, com. de S. Brás, sem o tractus. Ou Missa de S. Brás, vermelho, Gl

c) Notas:

  • R.4, V.4
  • Bênção de São Brás: Per intercessionem Sancti Blasii, Episcopi et Martyris, liberet te Deus a malo guturis et a quolibet alio malo. In nomine Patris X et Filii et Spiritus Sancti. Amen.

Por intercessão de S. Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai X e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 

4. quarta-feira – vermelho – S. João de Brito, M.3a. classe.

a) Ofício e Missa: comemoração de S. André Corsini, Bispo e Conf.

b) Notas: R.3, V.3

 

5. quinta-feira – vermelho – S. Águeda – V. e M. – 3a. classe.

            a) Ofício: Mat. leit. e resp. próprios; Laudes e Vesp. próprias.

            b) Notas: R.3, V.3

 

6. sexta-feira – branco – S. Tito, B. e Conf. – 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício e Missa: com. de S. Dorotéia, V. e M.

b) Notas: SCJ, R.3, V.3

 

7. sábado – branco – S. Romualdo, Ab. – 3a. classe – 1º. sábado do mês.

Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésperas do Domingo da Sexagésima, roxo, 2a. classe.

 

8. + DOMINGO DA SEXAGÉSIMA – roxo – 2a. classe.

a) Ofício: próprio: Mat. sem Te Deum; 2o. esquema de Laudes. Horas: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

            b) Missa: sem Gloria, tractus, Credo, pref. da Ssma. Trindade, Ite Missa est.

            c) Notas: R.1, V.2

 

9. segunda-feira – branco – S. Cirilo de Alexandria, B., Conf. e D. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Apolônia, V. e M.

b) Notas: R.3, V.3

10. terça-feira – branco – S. Escolástica, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • Amanhã celebra-se o Dia Mundial do Enfermo.

 

11. quarta-feira – branco – Aparição de Nossa em Lourdes3a. classe.

a) Ofício: Mat. e Laudes próprias.

            b) Missa: própria, Pref.: “et te in Conceptione Immaculata”.

c) Notas: R.3, V.3

 

12. quinta-feira – branco – Ss. Sete Fundadores dos Servitas, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

13. sexta-feira – roxo – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial; Laudes II.

b) Missa: do domingo da Sexagésima, sem o tractus.

c) Notas: R.4, V.4

 

14. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Christus Virgo (mês de fevereiro). Ld. com. de S. Valentim, M.

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Purificação à Páscoa), Gl., com. de S. Valentim, pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: R.4, V.4

  • I Vésperas do Domingo da Qüinquagésima, roxo, 2a. classe.
  •  Amanhã os Párocos, Reitores de Igrejas, etc., avisem ao povo que a quarta-feira de cinzas é dia de jejum e abstinência. Anúncio e motivação para a Campanha da Fraternidade.

 

15. + DOMINGO DA QÜINQUAGÉSIMA – roxo – 2a. classe.

a) Ofício: próprio: Mat. sem Te Deum; 2o. esquema de Laudes. Horas: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

            b) Missa: sem Gloria, tractus, Credo, pref. da Ssma. Trindade, Ite Missa est.

            c) Notas: R.1, V.2

 

16. segunda-feira – roxo – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial; Laudes II.

b) Missa: do domingo da Qüinquagésima, sem o tractus.

c) Notas: R.4, V.4

 

17. terça-feira – roxo – Da féria4a. classe.

Como ontem.

 

Tempo da Quaresma

 

a)      Proibem-se as Missas votivas e quotidianas pelos defuntos. As missas de 3o., 7o., 30o. dia e aniversário são permitidas durante a semana, exceto na quarta-feira de cinzas e na Semana Santa. A missa de funerais é proibida nos domingos (até o 1o. depois da Páscoa inclusive).

b)      Os domingos são de 1a. classe: não admitem comemoração, festa, nem solenidade. As festas de 1a. classe que ocorrerem são transferidas para a segunda-feira, com comemoração nas II Vésp. do domingo.

c)      Nas férias: cada dia tem sua missa própria; em Mat. leituras da Homilia.

d)      Na missa ferial: no tractus das segundas, quartas e sextas-feiras, ajoelha-se desde adjuva nos até nomen tuum. No fim da missa Oratio super populum.

e)      A comemoração da féria é privilegiada: faz-se sempre antes de qualquer outra.

f)       As férias das quatro têmporas precedem as festas de 2a. cl. particulares, não as universais. As outras férias precedem as festas de 3a. cl.

g)      As preces feriais rezam-se de joelhos em Laudes e Vésp. das férias das quartas e sextas-feiras e em Laudes do sábado das têmporas.

h)      O órgão só é permitido nos domingos e férias para acompanhar o canto. Proibem-se igualmente as flores no altar. As exceções são o domingo Laetare, os dias de festa e as solenidades extraordinárias.

 

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

            A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil promove este ano, durante a Quaresma, a Campanha da Fraternidade, cuja finalidade principal é vivenciar e assumir a dimensão comunitária e social da Quaresma. A Campanha da Fraternidade ilumina de modo particular os gestos fundamentais desse tempo litúrgico: a oração, o jejum e a esmola.

Neste ano, o tema da Campanha é: “Fraternidade, Igreja e Sociedade”; e o lema: “Eu vim para servir” (Mc. 10,45).

 

18. QUARTA-FEIRA DE CINZASroxo – 1a. classe – início da Quaresma, jejum e abstinência.

a) Ofício:

  • Ferial per annum, como na Septuagésima (até Noa do próximo sábado). Laudes II. Ant. do Bened., do Magnif. e oração próprias. Preces em Laudes e Vésperas.
  • Os hinos cantam-se em tom ferial. O tom da quaresma se usa a partir do próximo sábado.

            b) Antes da Missa: Bênção e imposição das cinzas: é feita pelo celebrante, que sempre mantém as mãos postas. Na Missa que se segue à imposição: omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e Oramus te; o Cel. sobe diretamente ao altar e o oscula.

  • Na Igreja Principal a cerimônia deve ser feita em rito solene (com diácono e subdiácono). Nas Igrejas Paroquiais e capelas pode-se usar o rito simples.
  • Se a bênção solene das cinzas for feita mais tarde, pode-se benzer as cinzas no rito simples na missa da manhã.
  • Quem benze as cinzas deve também celebrar a S. Missa, a não ser que seja o Bispo Ordinário.
  • Na falta de outro sacerdote, o próprio sacerdote se impõe a cinza voltado para o altar, nihil dicens.
  • Fora da missa o sacerdote, revestido de sobrepeliz e estola roxa, pode impor as cinzas aos fiéis (porém não nas suas casas), mas não a si mesmo.
  • Onde houver uma missa vespertina com grande concurso de fiéis, pode-se repetir a bênção das cinzas com licença do Ordinário.

c) Missa: própria; tractus, Pref. da Quaresma; Oratio super populum; sem comemoração.

d) Notas: R.1, V.0

 

19. quinta-feira depois das Cinzas – roxo – Da féria – 3a.classe.

a)      Ofício: como ontem.

b)     Missa: da quinta-feira depois das cinzas, não há tractus.

c)      Notas: R.3, V.3

 

20. sexta-feira depois das Cinzas – roxo – Da féria3a. classe.

a) Ofício: como quarta-feira.

b) Missa: da sexta-feira depois das cinzas; tractus.

c) Notas: R.3, V.3

 

21. sábado depois das Cinzas – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: como quarta-feira.

b) Missa: do sábado depois das cinzas. Não há tractus.

c) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 1o. Domingo da Quaresma, roxo, 1a. classe. A partir desta noite os hinos se cantam no tom da quaresma, até o tempo da Paixão.
  • Amanhã: omite-se a festa da Cátedra de S. Pedro.

 

22. + PRIMEIRO DOMINGO DA QUARESMA– roxo – 1a. classe.

a)      Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b)     Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.

c)      Notas: R.0, V.0

 

23. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a)      Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II, com. de S. Pedro Damião, B. e D.

b)     Missa: própria, com. de S. Pedro Damião, tractus, pref. da quaresma.

c)      Notas: R.3, V.3

 

24. terça-feira – vermelho –  S. MATIAS, Ap. – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes e Vésp.: com. da féria. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: com. da féria, Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

25. QUARTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS DA QUARESMA– roxo – 2a. classe.

a)      Ofício: como segunda-feira, sem com. Mat. esquema II. Preces.

b)     Missa: com rubrica especial (2 epístolas), tractus.

c)      Notas: R.2, V.2

 

26. quinta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; sem tractus.

 

27. SEXTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS DA QUARESMAroxo – 2a. classe.

a) Ofício e Missa: como na segunda-feira, com. de S. Gabriel de N. Sra. das Dores, Conf. Preces. Tractus.

b) Notas: R.2, V.2

 

28. SÁBADO DAS QUATRO TÊMPORAS DA QUARESMAroxo – 2a. classe.

a) Ofício: como na segunda-feira. Preces somente em Laudes.

b) Missa: com 5 leituras (ou Missa brevior).

c) Notas: R.2, V.2

 

  • I Vésperas do 2o. Domingo da Quaresma, roxo, 1a. classe.

 

MARÇO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO 

Geral: Cientistas a serviço do bem: Para que todos aqueles que se dedicam à investigação científica se ponham ao serviço do bem integral da pessoa humana.

Missionária: Contributo da mulher na Igreja: Para que se reconheça cada vez mais o contributo da mulher na vida da Igreja.

 

1. + SEGUNDO DOMINGO DA QUARESMA – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.

c) Notas: R.0, V.0

 

2. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a)      Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II.

b)     Missa: própria, tractus, pref. da quaresma.

c)      Notas: R.3, V.3

 

3. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem; sem tractus.

 

4. quarta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira, com. de S. Casimiro, Conf. e de S. Lúcio I, Pp. e M.. Preces; tractus.

 

5. quinta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; sem tractus.

 

6. sexta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício e Missa: Como segunda-feira; com. das Ss. Perpétua e Felicidade. Preces.

b) Notas: SCJ, R.3, V.3

 

7. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe – 1º. sábado do mês.

a) Ofício e Missa: Como segunda-feira; com. de S. Tomás de Aquino, Conf. e D.

b) Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 3o. Domingo da Quaresma, roxo, 1a. classe.

 

8. + TERCEIRO DOMINGO DA QUARESMA – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.

c) Notas: R.0, V.0

 

9. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II: com. de S. Francisca Romana, Viúva.

b) Missa: própria, com. de S. Francisca, tractus, pref. da quaresma.

c) Notas: R.3, V.3

 

10. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem; com. dos Ss. Quarenta Mm. de Sebaste,  em laudes e na Missa. Não há tractus.

 

11. quarta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; sem com. Preces.

 

12. quinta-feira– roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; com. de S. Gregório Magno, Pp., em laudes e na Missa. Não há tractus.

 

  • Amanhã: 2°. aniversário da eleição do Santo Padre, Papa FRANCISCO, como Pastor Supremo da Santa Igreja.

 

13. sexta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: Como segunda-feira. Preces.

b) Missa:

  • Na Igreja Principal: Missa Votiva (2a. classe; branco) do aniversário do Sumo Pontífice; sem Credo, pref. da quaresma.
  • Nas demais Igrejas: Missa da féria, oração pelo Papa sub unica conclusione com a oração do dia.

c) Notas: R.3, V.3 (exceto na Igreja Principal).

 

14. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira. Não há tractus.

 

  • I Vésperas do 4o. Domingo da Quaresma, rosa ou roxo, 1a. classe.
  • A partir das I Vésperas pode-se ornar o altar com flores e tocar o órgão.

 

15. +QUARTO DOMINGO DA QUARESMA (Laetare) – cor de rosa ou roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.

c) Notas: R.0, V.0

 

16. segunda-feira– roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II.

b) Missa: própria, tractus, pref. da quaresma.

c) Notas: R.3, V.3

 

17. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem; com. de S. Patrício, B. e Conf. em laudes e na Missa. Não há tractus.

 

18. quarta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; com. de S. Cirilo de Jerusalém, B., Conf, e D. em laudes e na Missa. Preces.

 

  • I Vésperas da Festa de São José, branco, 1ª. classe.
  • Amanhã: 2°. aniversário do início do Ministério do Santo Padre, Papa FRANCISCO, como Pastor Supremo da Santa Igreja.

 

19. quinta-feira – branco – Festa de São José, Esposo de N. Senhora e Padroeiro da Igreja Universal –  1a. classe.

              a) Ofício: festivo em todas as horas. Em Laudes e Vésperas: com. da féria.

              b) Missa: Glória, com. da féria, tractus, Credo, pref. de S. José.

              c) Notas: R.1, V.1

 

20. sexta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira. Preces.

 

21. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira; com. de S. Bento, Ab. em Laudes e na Missa. Não há tractus.

 

  • I Vésperas do 1o. Domingo da Paixão, roxo, 1a.classe.  Compl. “In manus tuas” sem Gloria Patri.

 

Tempo da Paixão

a)      Antes das I.ª  Vésperas:  cobrem-se com véu roxo todos os crucifixos e imagens expostas à pública veneração nas Igrejas.

b)      No Ofício do tempo da Paixão: omite-se o Gloria Patri no fim do Sl. Venite exsultemus e nos Resp. breves de todas as Horas. No Hino Vexilla Regis ajoelha-e à palavra O Crux.

c)      Em Prima: diz-se todos os dias (a não ser que se marque outra coisa) o V/ Qui sedes; como também a lectio brevis Faciem meam.

d)     Na Missa do tempo: omite-se o Sl. Judica me nas orações ao pé do altar, como também o Gloria Patri no Intróito e no Lavabo (e no Asperges da Missa dominical).

 

22. + PRIMEIRO DOMINGO DA PAIXÃO – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da Paixão. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b) Missa: sem o Sl. Iudica me; sem Gloria Patri no Intróito e Lavabo; sem Gloria; Credo; pref. da Santa Cruz; Ite Missa est.

c) Notas: R.0, V.0

 

23. segunda-feira– roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da Paixão. Laudes II.

b) Missa: própria, pref. da Santa Cruz. Tractus.

c) Notas: R.3, V.3

 

24. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem; com. de S. Gabriel Arcanjo em laudes e na Missa. Não há Tractus.

 

  • I Vésperas da Anunciação de Nossa Senhora, branco, 1a. classe, com. da féria. Compl. de domingo.

 

25. quarta-feira – branco – Festa da Anunciação de Nossa Senhora –  1a. classe.

              a) Ofício: festivo em todas as horas. Em Laudes e Vésperas: com. da féria.

              b) Missa:

  • Glória, com. da féria, tractus, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Annuntiatione).
  • Nas Missas Cantadas: no V/ Et incarnatus, se o Celebrante e os Ministros estão sentados, vão ajoelhar-se no degrau inferior do altar. Se estiverem no altar, ajoelham-se no supedâneo.

              c) Notas: R.1, V.1

 

26. quinta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira. Não há tractus.

 

27. sexta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: Como segunda-feira; com. de N. Sra. das Dores e de S. João Damasceno, D. em laudes. Preces.

b) Missa: da féria; com. de N. Sra. das Dores e de S. João Damasceno, D. em laudes e na Missa. Onde se promove a Devoção a N. Sra. das Dores neste dia: Missa de N. Sra. das Dores, branco, Gl., com. da féria e de S. João Damasceno.

c) Notas: R.3, V.3

 

28. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como segunda-feira. Não há tractus.

 

  • I Vésperas do 2o. Domingo da Paixão, roxo, 1a.classe.
  • A partir do Domingo de Ramos até o Sábado Santo inclusive, deve-se usar para as cerimônias o Ordo Hebdomadae Sanctae Instauratus (1955), com as Ordinationes et declarationes (de 1957).
  • Durante toda a Semana Santa não se admite nenhuma comemoração. Quanto às missas de defuntos, só são permitidas as de funerais, mas somente de segunda a quarta-feira santa.
  • Amanhã, COLETA pela Campanha da Fraternidade.

 

29. + Segundo Domingo da Paixão ou Domingo de Ramos – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da Paixão. Laudes II. Horas menores: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.

b) Bênção, distribuição dos Ramos e Missa:

  • A bênção dos Ramos na Igreja Principal deve ser feita obrigatoriamente em rito solene. Nas Igrejas Paroquiais pode ser em rito solene ou simples.
  • Hora: a bênção e distribuição dos Ramos, com a Missa subseqüente, devem ser feitas na parte da manhã. Para fazer a cerimônia à tarde, deve-se ter uma verdadeira razão pastoral e a licença do Ordinário.
  • A procissão é obrigatória onde se faz a bênção dos Ramos. A cruz processional é levada descoberta. Onde se faz a procissão, o Celebrante omite as orações ao pé do altar: sobe diretamente e oscula o altar.
  • Missa: como no 1o. Domingo. Para a leitura da Paixão: o Celebrante não diz Dñus. vob., nem faz o sinal da cruz, mas começa logo dizendo Passio Dñi. Nostri, e no final não oscula o livro e nem diz Per evangélica dicta.
  • Nas Missas em que não se fizer a bênção dos Ramos: omite-se o último evangelho, e em seu lugar lê-se o evangelho da bênção dos Ramos Cum appropinquasset.
  • Na Missa binada e trinada (só quando rezada): o Celebrante não precisa reler toda a Paixão, mas em lugar desta pode ler o texto breve de S. Mateus, como no Missal.

c) Notas: R.0, V.0

 

30. Segunda-feira Santa – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da Paixão, com partes próprias. Laudes II.

b) Missa: própria, tractus, pref. da Santa Cruz.

c) Notas: R.0, V.0

 

31. Terça-feira Santa – roxo – 1a. classe.

Como segunda-feira, sem tractus. Para a leitura da Paixão: como no domingo.

 

ABRIL

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Respeitar e cuidar a criação: Para que as pessoas aprendam a respeitar a criação e a cuidá-la como dom de Deus.

Missionária: Cristãos perseguidos: Para que os cristãos perseguidos sintam a presença reconfortante do Senhor Ressuscitado e a solidariedade de toda a Igreja.

 

1. Quarta-feira Santa – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da Paixão, com partes próprias. Laudes II.

b) Missa: própria (2 epístolas), tractus, Paixão como no domingo, pref. da Santa Cruz.

c) Notas: R.0, V.0

 

O TRÍDUO SAGRADO

1) Sobre a Sagrada Comunhão: esta pode ser distribuída aos fiéis:

a) em geral: na Missa Vespertina. Não se pode distribuir em nenhum outro horário. Na Sexta-feira Santa: pode-se distribuir somente durante a Ação Litúrgica. No Sábado Santo: unicamente na Missa da Vigília Pascal.

b) aos doentes: na Quinta-feira Santa e na Sexta-feira Santa é permitido em qualquer hora. No Sábado Santo: não é permitido.

c) aos fiéis em perigo de morte: pode-se administrar o Sagrado Viático em qualquer hora do Tríduo Sagrado.

 

2) Sobre o Ofício Divino no Tríduo Sagrado:

            a) Matinas e Laudes do Ofício de Trevas: reza-se na parte da manhã. Na recitação pública não se pode antecipar de véspera, salvo onde houver a Missa Crismal, onde se pode rezar na tarde da Quarta-feira Santa. Na recitação privada pode-se antecipar Matinas, não Laudes.

b) Martirológio: omite-se sua leitura durante todo o Tríduo.

c) Horas: salmos de domingo. Sempre terminam do seguinte modo: ant. Christus, Pater Noster em silêncio, oração Respice (sábado santo: Concede), sendo que em Compl. oração Visita.

            d) Antífona final de Nossa Senhora: omite-se durante todo o Tríduo.

e) Uso do órgão: durante todo o Tríduo Sagrado (após o Gloria in excelsis da Missa Vespertina) é proibido o uso do órgão, mesmo nos exercícios de piedade.

 

3) Sobre a Missa no Tríduo Sagrado:

            a) Não se pode celebrar nenhuma Missa além da Missa Vespertina de Quinta-feira Santa e da Missa da Vigília Pascal. Na Quinta-feira Santa, porém, o Ordinário, por uma legítima causa (que se deve provar cada ano), pode permitir uma Missa Vespertina rezada para o bem das almas. Na Igreja Principal celebra-se a Missa Crismal na manhã de Quinta-feira.

            b) Exéquias: se ocorrer alguma sepultura, esta deve ser feita sem Missa e sem solenidade.

2. Quinta-feira Santa In Coena Dominiroxo no Ofício e branco na Missa – 1a. classe.

a) Ofício: especial (ver acima, n.° 2). Hoje quem participa da Missa Vespertina não reza as Vésperas.

b) Missa Crismal: celebra-se na Igreja Principal na parte da manhã (post Tertiam).

            c) Missa Vespertina:

  • Hora: pode ser celebrada a partir das dezesseis horas, mas antes das vinte e uma.
  • Órgão, sinos e campainhas: permitem-se somente até o fim do Gloria in excelsis. Depois começa o uso da matraca.
  • Rito: reza-se o Gloria (durante o qual toca-se a campainha); sem Credo; Pref. da Santa Cruz; Comm., Hanc igitur e Qui pridie próprios. No Agnus Dei três vezes miserere nobis; nas Missas solenes omite-se a 1a. oração Domine Iesu Christe e não se dá o ósculo da paz. Diz-se Benedicamus Domino, não há bênção final, nem último Evangelho.
  • Homilia: convém que haja uma breve homilia para ilustrar os mistérios da Eucaristia, Sacerdócio e o Mandamento da Caridade fraterna.
  • Lava-pés ou Mandatum: faz-se depois da Homilia.
  • Clero presente: deve comungar. Os Sacerdotes e Diáconos que assistem a cerimônia usam estola branca para a comunhão, ou podem fazê-lo desde o começo da Missa.
  • Trasladação do Santíssimo: terminada a Missa o Santíssimo deve ser levado solenemente para a capela da reposição (que deve ser distinta do Altar-mor), onde será adorado pelos fiéis, pelo menos até a meia-noite. Ao passar diante da capela da reposição, deve-se fazer genuflexão dupla.
  • Denudação dos Altares: o Celebrante com estola roxa, juntamente com seus ministros, desnuda todos os altares da igreja, deixando somente a Cruz e os seis castiçais do altar-mor, que serão tirados após Completas, ou em seguida à cerimônia. Ao passar diante do altar desnudado, faz-se inclinação profunda.
  • Terminada a denudação dos altares, tira-se a água benta de todos os recipientes da igreja, até o Sábado Santo.
  • Nota: amanhã, por determinação da Santa Sé, deve-se fazer a Coleta para os Lugares santos (com 10% para a Catholica Unio).

 

3. Sexta-feira Santa In Passione et Morte Dominipreto e roxo – 1a. classe – jejum e abstinência.

a) Ofício: especial (ver acima, n.° 2). Hoje quem participa da Solene Ação Litúrgica está dispensado de rezar Vésperas.

            b) Solene Ação Litúrgica:

  • Hora: deve-se celebrar à tarde, por volta das 15 horas. Porém, onde houver alguma razão pastoral, pode ser celebrada desde o meio-dia até às 21 horas.
  • Altar: deve estar totalmente desnudado, sem Cruz, sem castiçais e sem toalhas.
  • Rito: é próprio e consta de quatro partes: 1) Leituras; 2) Orações Solenes; 3) Adoração da Cruz; 4) Comunhão. 

 ***

Nota 1: nas Orações Solenes: novo texto da Oração pelos Judeus, reformado pelo Papa Bento XVI em 2008:

Oremus et pro Iudaeis.

Ut Deus et Dóminus noster illúminet corda eorum, ut agnóscant Iesum Christum Salvatórem omnium hominum.

Celebrans: Oremus.  Diaconus: Flectamus genua. Levate.

Omnípotens sempitérne Deus, qui vis ut omnes homines salvi fiant et ad agnitiónem veritátis veniant, concéde propítius, ut plenitúdine gentium in Ecclésiam Tuam intránte omnis Israel salvus fiat. Per Christum Dominum nostrum.

R/ Amen.

(tradução não oficial):

Oremos pelos judeus.

Que o Deus nosso Senhor ilumine seus corações para que reconheçam Jesus Cristo, Salvador de todos os homens.

Oremos. Ajoelhai-vos. Levantai-vos.

Deus onipotente e eterno, vós que quereis que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade, concedei que, entrando a plenitude dos povos em vossa Igreja, todo Israel seja salvo. Por Jesus Cristo, Nosso Senhor.

R/ Amém.

***

Nota 2: com relação à adoração da Cruz: onde houver um grande concurso de fiéis, que impossibilite a realização desta cerimônia com piedade e boa ordem, depois que os ministros adorarem a Cruz, o Celebrante pode elevá-la com as mãos por um breve tempo, para que os fiéis a adorem em silêncio (Sgr. Congr. para os Ritos, 01/02/1957).

 

c) Reverências: a partir da adoração da Cruz, todos devem fazer genuflexão para o Crucifixo do Altar-mor.

d) Via-Sacra: para este exercício o Sacerdote usa estola preta, mesmo que depois dê a bênção com o Santo Lenho. Na exposição do Santo Lenho, o Sacerdote deve incensar a relíquia de pé.

e) Indulgência: A Igreja concede Indulgência plenária aos que hoje participam piedosamente da veneração da Santa Cruz e beijam devotamente o Santo Lenho (cf. Enchiridion Indulg., n. 17).

 ***

4. Sábado Santo roxo no Ofício e branco na Missa – 1a. classe.

a) Ofício: especial (ver acima, n.° 2). Hoje quem participa da Solene Vigília Pascal está dispensado de rezar Completas e as Matinas de Páscoa. As Laudes de Páscoa estão inseridas no fim da Missa, após a comunhão.

b) Altar: deve permanecer desnudado, somente com a Cruz e os quatro castiçais que ficaram da Ação Litúrgica.

c) A Solene Vigília Pascal:

  • Hora: a melhor hora é a que permita começar a Missa pela meia-noite. Porém, por razões pastorais, a Vigília pode começar mais cedo, porém só depois do crepúsculo do sol.
  • Rito: consta das seguintes partes: bênção do fogo; bênção do Círio Pascal; Profecias; 1a. parte da Ladainha de Todos os Santos; bênção da Água Batismal; renovação das promessas do Batismo; 2a. parte da Ladainha.
  • Missa da Vigília Pascal: consta de rubricas próprias e constitui um só todo com os ritos anteriores, de modo que é proibido celebrá-la sem a Vigília. Os Sacerdotes que celebrarem a Missa da Vigília Pascal podem celebrar mais uma Missa no dia de Páscoa. Os fiéis que comungarem na Missa da Vigília podem comungar também durante o dia.

 

5. + Domingo de Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor branco – 1a. classe, com oitava de 1a. classe.

a) Ofício: festivo com rubricas próprias. Em Laudes e Vésp. Benedicamus Dño. e Deo gratias com dois Alleluia. Completas próprias: ant. Regina Coeli, até a sexta-feira de Pentecostes.

b) Aspersão: hoje e durante todo o tempo pascal canta-se a ant. Vidi Aquam. Na aspersão de hoje usa-se a água lustral.

            c) Missa: (até sábado) seqüência, Credo, Pref. Pascal (in hac potissimum die), Communic. e Hanc igitur próprios, Ite Missa est e Deo gratias com dois Alleluia.

d) Notas:

  • R.0, V.0
  • Círio Pascal: permanece em seu candelabro ao lado do evangelho. Deve ser aceso nas Missas do Domingo e dias de semana, bem como em Laudes e Vésperas, quando cantadas, até o evangelho da Missa da Ascensão inclusive.
  • Rito para administrar a Comunhão fora da Missa no tempo Pascal: 1) Acrescenta-se o Alleluia à antífona e ao versículo, salvo quando se dá antes ou depois da Missa de Réquiem. 2) Diz-se a oração Spiritum nobis (postcommunio da Missa da Páscoa). – Comunhão para os doentes: acrescenta-se o Alleluia como acima, mas reza-se a oração Deus qui nobis.

 

6. Segunda-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

a)      Ofício: como no dia de Páscoa, com as variações do próprio.

b)     Missa: própria; Seqüência e Credo. Communic. e Hanc igitur próprios.

c)      Notas: R.1, V.1

 

7. Terça-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

            Tudo como segunda-feira.

 

8. Quarta-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

            Tudo como segunda-feira.

 

9. Quinta-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

            Tudo como segunda-feira.

 

10. Sexta-feira da Oitava da Páscoa – branco – 1a. classe.

Tudo como segunda-feira.

 

11. Sábado in Albisbranco – 1a. classe.

            Tudo como segunda-feira.

 

  •   I Vésperas do Domingo in Albis, branco: ant. único Aleluia, Sl. do sábado, Benedicamus Dño. sem Aleluia.

 

12. +Domingo in Albis, Oitava da Páscoa –Domingo da Divina Misericórdia  – branco – 1a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal. Mat. normal; Prima: Sl. 117.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum), Communic. comum,  Ite Missa est sem Aleluia.

c) Notas: R.0, V.0

 

Tempo Pascal

a) Ofício:

  • In genere: em todas as Horas os salmos são rezados sob uma só antífona, que, no Ofício ferial e festas de 3a. classe é Aleluia.
  • Ofícios dos Apóstolos e Mártires: têm formulário especial no comum.
  • Prima: diz-se no responsório o V. Qui surrexisti a mortuis, a não ser que indique outra coisa.

b) Missa:

  • No Intróito: acrescentam-se dois Aleluia.
  • O gradual: é substituído pelo Aleluia do Tempo Pascal.
  • Prefácio: reza-se o pref. Pascal em todas as Missas que não tiverem prefácio próprio.
  • Antífonas do Ofertório e Comunhão: acrescenta-se um Aleluia.

13. segunda-feira – vermelho – S. Hermenegildo, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

14. terça-feira – vermelho – S. Justino, M. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Tibúrcio, Valeriano e Máximo.

b) Notas: R.3, V.3

 

15. quarta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

            a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 1o. Domingo depois da Páscoa, Glória, pref. Pascal.

c) Notas: R.4, V.4

 

16. quinta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

            Como ontem.

 

17. sexta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

            Como quarta-feira; com. de S. Aniceto, Pp. e M.

 

18. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato – 4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Porta haec (mês de abril).

b) Missa: Salve Sancta Parens (no Tempo Pascal), pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: R.3, V.4

 

  • I Vésp. do 2o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2ª. classe.
  • Amanhã: Domingo do Bom Pastor: dia de pregação pelas Vocações Sacerdotais.

 

19. + SEGUNDO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe – Domingo do Bom Pastor.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

b) Notas: R.1, V.2

 

20. segunda-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 2o. Domingo depois da Páscoa, Glória, pref. Pascal, Gl., pref. Pascal.

c) Notas: R.4, V.4

 

21. terça-feira – branco – S. Anselmo, B. Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

22. quarta-feira – vermelho – Ss. Sotero e Caio, Pp. e Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • Amanhã, dia onomástico do Santo Padre Francisco (Jorge).

 

23. quinta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira. Com. de S. Jorge, M.

24. sexta-feira – vermelho – S. Fidélis de Sigmaringa, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

  • Amanhã: Aniversário de falecimento do Exmo. Sr. Bispo D. Antônio de Castro Mayer, Bispo Emérito de Campos, fundador da União Sacerdotal São João Maria Vianney (V 1991).

 

25. sábado – vermelho –  S. MARCOS, Ev. (Ladainhas Maiores) – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

d) Ladainhas Maiores:

Recitação privada da Ladainha

  • Obrigação: As Ladainhas com as preces e orações (como no Brev. Rom.) devem ser obrigatoriamente recitadas por aqueles que estão obrigados ao Ofício Divino, se: 1) não participam da procissão (ou das preces públicas); 2) ou se, durante a procissão, não cantam nem recitam a Ladainha.
  • Tempo: Quem reza a Ladainha privadamente, não pode antecipar de véspera, mas deve fazê-lo imediatamente depois de Laudes, omitindo o vers. Fidelium.

Procissão

  • Obrigação da procissão: Deve-se fazer a procissão na Igreja Principal e nas Igrejas Paroquiais. Onde, porém, não for possível fazer a procissão, o Ordinário deve prescrever outras preces públicas em língua latina ou vulgar.
  • Rito: roxo – 1) Estando todos de pé, canta-se a antífona Exsurge. – 2) Todos se ajoelham e canta-se a Ladainha, sem duplicar nenhuma invocação. – 3) Depois de cantar a invocação Sancta Maria, ora pro nobis, todos se levantam e começa a procissão. Se a procissão for comprida, terminada a Ladainha (até as preces exclusive), ou se repete a Ladainha, ou se cantam os Sl. Penitenciais ou Graduais. Nunca, porém, deve-se cantar hinos de alegria. – 4) Tendo chegado à igreja, termina-se a Ladainha e rezam-se as preces de joelhos. No V. Dñus. vobiscum o celebrante se levanta sozinho para cantar as orações.
  • Missa da estação: 1) onde se faz a Procissão deve-se celebrar obrigatoriamente em seguida a Missa das Rogações; onde se fazem preces públicas, também convém que a Missa das Rogações seja celebrada. – 2) A Missa das Rogações é votiva de 2a. classe, sem Glória, com. de S. Marcos, pref. Pascal; omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e o Oramus. Se a Missa das Rogações for impedida, deve-se dizer a missa do dia corrente. – 3) Na Missa das Rogações: toca-se o órgão; não se acende o círio pascal, salvo se a missa for cantada; canta-se o prefácio em tom solene; o coro permanece de pé para as orações. 4) Na paróquia onde houver uma só Missa e ocorrer uma sepultura, não se deve omitir a procissão e a Missa de Rogações: por isso a sepultura deve ser feita sem a Missa exequial.

 

  • I Vésp. do 3o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2ª. classe.

 

25. +TERCEIRO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA  – branco – 2a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal. Mat. normal. Prima: Sl. 117.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: R.1, V.2

 

27. segunda-feira – branco – S. Pedro Canísio, Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

28. terça-feira – branco – S. Paulo da Cruz, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

29. quarta-feira – vermelho – S. Pedro de Verona, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

30. quinta-feira – branco – S. Catarina de Sena, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da Festa de São José Operário, branco, 1a. classe.

 

MAIO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Cuidado pelos que sofrem: Para que, rejeitando a cultura da indiferença, cuidemos daqueles que sofrem, em particular os doentes e os pobres.

Missionária: Disponibilidade para a missão: Para que a intercessão de Maria ajude os cristãos em ambientes secularizados a dispor-se a anunciar a Jesus.

 

  • Preces marianas do mês de maio indulgenciadas: ver Ench. Indulgentiarum n. 48.

 

1. sexta-feira – São José Operário, Conf., Esposo de N. Senhora branco – 1a. classe – 1ª. Sexta-feira do mês.

a) Ofício: festivo em todas as horas.

b) Missa: própria, Credo, pref. de S. José (et te in solemnitate).

c) Notas: R.1, V.1

 

2. sábado – branco – S. Atanásio, B. Conf. e D. – 3a. classe – 1º. sábado do mês.

Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésp. do 4o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2ª. classe.
  • Este ano omite-se a Festa da Invenção da Santa Cruz.

3. + QUARTO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal. Mat. normal; Prima: Sl. 117.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: R.1, V.2

 

4. segunda-feira – branco – S. Mônica, Viúva – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

5. terça-feira – branco – S. Pio V, Pp. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

6. quarta-feira – branco – S. Domingos Sávio, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício: comum dos Confessores não Pontífices, com oração própria.

b) Missa: própria: está na seção Pro aliquibus locis do Missal.

c) Notas: R.3, V.3

 

7. quinta-feira – vermelho – S. Estanislau, B. e M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

8. sexta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

 

a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 4o. Domingo depois da Páscoa, Glória, pref. Pascal, Gl., pref. Pascal.

c) Notas: R.4, V.4

 

9. sábado – branco – S. Gregório Nazianzeno, B. Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 5o. Domingo depois da Páscoa, branco, sem comemoração.
  • Amanhã os Párocos avisem aos fiéis: 1) as procissões (ou preces públicas) das Ladainhas Menores nos três dias seguintes. 2) A festa da Ascensão na 5a. feira. 3) A novena de Pentecostes, a começar na próxima sexta-feira.

 

10. + QUINTO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal. Mat. normal; Prima: Sl. 117.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: R.1, V.2

 

11. segunda-feira (Ladainhas Menores) – vermelho –  Ss. FELIPE E TIAGO, Ap. – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Ladainhas Menores:

  • Não têm nenhuma celebração no ofício: por isso quem está obrigado ao Breviário, se não assiste à procissão, não está obrigado a recitar a Ladainha. Também não se faz nenhuma comemoração das Rogações na Missa.
  •  Obrigação da procissão: Deve-se fazer a procissão na Igreja Principal e nas Igrejas Paroquiais. Onde, porém, não for possível fazer a procissão, o Ordinário deve prescrever outras preces públicas em língua latina ou vulgar.
  • Rito: como nas Ladainhas Maiores (25 de abril). Na Missa das Rogações, com. dos Ss. Felipe e Tiago.

d) Notas: R.2, V.2

 

12. terça-feira (Ladainhas Menores) – vermelho – Ss. Nereu, Aquileu e Pancrácio, Mm., S. Domitila, V. e M. – 3a. classe.

a) Na Missa das Rogações: com. dos Ss. Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • Amanhã, dia 13, na Igreja Principal: Nossa Senhora do Rosário de Fátima: titular, 1a. classe.

 

13. quarta-feira (Ladainhas Menores)VIGÍLIA DA ASCENSÃO – 2a. classe.

a)      Ofício: ferial do tempo pascal. Mat. leituras da Homilia. Laudes com. de N. Sra. de Fátima.

b)     Missa: da Vigília, com Glória, com. de N. Sra. de Fátima, sem Credo, pref. Pascal.

c)      Na Missa das Rogações: com. somente da Vigília.

d)     Notas: R.2, V.2

 

  • I Vésperas da Festa da Ascensão, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.

 

14. quinta-feira – branco – Ascensão de Nosso Senhor1a. classe.

a)      Ofício: festivo em todas as Horas.

b)     Missa: Credo; pref. e Communic. próprios. Após o Evangelho: apaga-se o Círio Pascal.

c)      Notas: R.0, V.0

 

  • Da sexta-feira 14/05 ao sábado 22/05: em todas as Igrejas Paroquiais deve-se fazer a Novena em honra do Divino Espírito Santo.

 

15. sexta-feira – branco – S. João Batista de la Salle, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

16. sábado – branco – S. Ubaldo, B. e Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do Domingo depois da Ascensão, branco, 2a. classe.
  • Amanhã em todas as Paróquias deve-se fazer a Solenidade da Ascensão do Senhor, segundo determinação do Exmo. Sr. Bispo Administrador Apostólico (ver Introdução do Ordo, pg. 12).
  • Por determinação da CNBB, a partir da segunda-feira até a Vigília de Pentecostes celebra-se em todo o Brasil a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos, cujo lema este ano é: “Dá-me de beber.” (Jo. 4,7). Recomenda-se fazer orações públicas nessa intenção e celebrar uma Missa votiva pela Unidade da Igreja, roxo, sem Glória.
  • Amanhã, 3o. domingo de maio, celebra-se o Dia do Congregado Mariano.
  • Amanhã celebra-se o Dia Mundial das Comunicações Sociais.

 

17. + DOMINGO DEPOIS DA ASCENSÃO – branco – 2a. classe – Solenidade da Ascensão

a)      Ofício: ant. em todas as horas: Aleluia. Salmos de Domingo.

b)     Missa:

  • Nas missas com o povo: Solenidade da Ascensão: tudo como no dia da Ascensão.
  • Missas privadas: missa do domingo, pref. da Ascensão, Communic. ordinário.

c)      Notas: R.1, V.2

 

18. segunda-feira – vermelho – S. Venâncio, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

19. terça-feira – branco – S. Pedro Celestino, Pp. Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Pudenciana, V.

b) Notas: R.3, V.3

20. quarta-feira – branco – S. Bernardino de Sena, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

21. quinta-feira – branco – Da féria. – 4a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da Ascensão. A partir do capítulo: tudo como no dia da Ascensão; oração da Ascensão.

b) Missa: da Ascensão, com Glória, pref. da Ascensão, Communic. ordinário, pref. da Ascensão.

c) Notas: R.4, V.4

 

22. sexta-feira – branco – Da féria. – 4a. classe.

Como ontem.

 

23. sábado – Vigília de Pentecostes branco para o Ofício, vermelho para a Missa – 1a. classe.

a)      Ofício: ferial do tempo da Ascensão. Mat. leituras da Homilia. Oração do Domingo passado.

b)     Missa: da Vigília: com Glória, sem Credo, pref. do Esp. Santo (hodierna die), Communic. e Hanc igitur próprios.

c)      Notas: R.1, V.1

 

  • I Vésperas da Festa de Pentecostes, vermelho. A 1a. estrofe do hino Veni Creator canta-se de joelhos.
  • A partir de Vésperas, todos os hinos se cantam com o tom de Pentecostes, até o próximo sábado.
  • Amanhã dia 24, por determinação do Santo Padre Bento XVI: Dia de Oração pela China.

 

24. + Domingo de Pentecostesvermelho – 1a. classe, com oitava de 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas. Em Tertia: hino Veni Creator (até o próximo sábado).

b) Missa: Seqüência, Credo, Pref., Communic. e Hanc igitur próprios. Todos genufletem ao V. Veni Sancte Spiritus do Aleluia.

c) Notas: R.0, V.0

 

25. Segunda-feira da Oitava de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

a) Ofício: como no dia de Pentecostes, com as variações do próprio.

b) Missa: própria; com Seqüência e Credo, Communic. e Hanc igitur próprios.

c) Notas: R.1, V.1

 

26. Terça-feira da Oitava de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

Como ontem.

 

27. Quarta-feira das Quatro-Têmporas de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

Como segunda-feira. Missa com 2 leituras.

 

28. Quinta-feira da Oitava de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

Como segunda-feira.

29. Sexta-feira das Quatro Têmporas de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

Como segunda-feira.

 

30. Sábado das Quatro Têmporas de Pentecostesvermelho – 1a. classe.

Como segunda-feira. Missa com 5 leituras (pode-se usar também a Missa brevior).

 

  • Em Noa termina o Tempo Pascal.
  • I Vésperas da Festa da Santíssima Trindade, branco, 1a. classe.
  • Em Completas desta noite: ant. final Salve Regina, até o Advento.

 

Tempus per Annum

a)      Prefácio: aos domingos diz-se o pref. da Ssma. Trindade; durante a semana o pref. comum em todas as Missas que não tiverem pref. próprio.

b)      Quando se celebra a Missa do domingo durante a semana, não se reza o Glória.

c)      Aspersão: canta-se a ant. Asperges me.

 

31. + 1o. Domingo depois de Pentecostes – Festa da Santíssima Trindadebranco – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas. Em Prima: Símbolo Quicumque.

b) Missa: própria: Credo, Pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.0, V.0

 

JUNHO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Imigrantes e refugiados: Para que os imigrantes e refugiados sejam acolhidos e respeitados nos países aonde chegam.

Missionária: Vocação ao Sacerdócio e à Vida Consagrada: Para que o encontro pessoal com Jesus suscite em muitos jovens o desejo de Lhe oferecerem a própria vida no sacerdócio ou na vida consagrada.

 

1. segunda-feira – branco – S. Ângela Merici, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

2. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. leitura do livro dos Reis. Laudes com. Ss. Marcelino e Pedro, Mm. e S. Erasmo, B. e M.

b) Missa: do 1o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. dos Ss. Mm. Ou Missa dos Ss. Mm., vermelho, Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

3. quarta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como ontem.

 

  • I Vésperas da Festa de Corpus Christi, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.
  • A partir das I Vésp., diz-se Aleluia no V. Panem de coelo.

 

4. + quinta-feira – branco – Festa de Corpus Christi – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Seqüência, Credo, pref. do Ssmo. Sacramento ou pref. comum.

c) Notas:

  • Na Missa, que é seguida imediatamente pela Procissão Eucarística, consagra-se a Hóstia a ser usada na Procissão.
  • No fim da Missa que precede a Procissão, diz-se Benedicamus Dño. no lugar do Ite Missa est., reza-se o Placeat e omite-se a bênção final e o último Evangelho.
  • Onde se fizer a procissão nos dias da oitava, permitem-se duas Missas votivas do Ssmo. Sacramento, 2a. classe.
  • R.0, V.0

 

5. sexta-feira – vermelho – S. Bonifácio, B. e M. – 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

Notas: SCJ, R.3, V.3

 

6. sábado – branco – S. Norberto, B. e Conf. – 3a. classe – 1º sábado do mês.

Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 2o. Domingo depois de Pentecostes, verde, 2a. classe.

7. + 2o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam.            b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

            c) Notas:

  • Solenidade de Corpus Christi: pode ser feita hoje. Além da Procissão permitem-se duas Missas votivas do Ssmo. Sacramento de 2a. classe.
  • R.1, V.2

 

8. segunda-feira – verde – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. leitura do livro dos Reis.

b) Missa: do 2o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, pref. comum.

c) Notas: R.4, V.4

 

9. terça-feira – branco – Bv. José de Anchieta, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Primo e Feliciano, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

10. quarta-feira – branco – S. Margarida da Escócia, Rainha e V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

11. quinta-feira – vermelho – S. Barnabé, Apóstolo. – 3a. classe.

a) Missa: diz-se Credo.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da festa do Sagrado Coração de Jesus, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.
  • Amanhã, diante do Ssmo. Sacramento exposto e após a Ladainha do Sgr. Coração, deve-se renovar o Ato de Consagração ao Sagrado Coração (cfr. Ench. Indulg. n.º 26).

 

12. sexta-feira – branco – Festa do Sagrado Coração de Jesus – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. do Sagrado Coração de Jesus.

c) Notas: R.0, V.0

 

13. sábado – branco – S. ANTÔNIO DE PÁDUA, Conf. e D. – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: sem Credo, pref. comum.

c) Notas: R.2, V.2

 

  • II Vésperas da festa de S. Antônio, com. das I Vésp. do 3o. Dom. depois de Pentecostes, branco, 2a. classe.

 

14. + 3o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

            c) Notas:R.1, V.2

 

15. segunda-feira – verde – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. leitura do livro dos Reis. Laudes: com.dos Ss. Vito, Modesto e Crescência, Mm.

b) Missa: do 3o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. dos Ss. Mm, pref. comum – ou Missa dos Ss. Mm, Glória, vermelho.

c) Notas: R.4, V.4

 

16. terça-feira – verde – Da féria4a. classe.

Como ontem. Sem comemoração.

 

17. quarta-feira – branco – S. Gregório Barbarigo, B. e Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

18. quinta-feira – branco – Festa do Coração Eucarístico de Jesus – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: próprios. O texto da missa está na seção Pro aliquibus locis (só em Missais editados antes de 1960) Com. de S. Efrém, D. Conf. e D., e dos Ss. Marcos e Marceliano, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

19. sexta-feira – branco – S. Juliana de Falconieri, V. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Gervásio e Protásio, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

20. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Vehementer (mês de junho). Ld. com. de S. Silvério, Pp. e M.

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl., com. de S. Silvério, pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: R.4, V.4

 

  • I Vésperas do 4o. Domingo depois de Pentecostes, verde, 2a. classe.
  • Amanhã, celebra-se o Dia Nacional do Migrante. Por determinação da 17ª. Assembléia Geral da CNBB é celebrado no dia 25 de junho, dia civil do migrante, quando cair em Domingo, ou no Domingo imediatamente anterior a essa data.

 

21. + 4o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas:R.1, V.2

 

22. segunda-feira – branco – S. Paulino, B. e Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

23. terça-feira – roxo – VIGÍLIA DE S. JOÃO BATISTA– 2a. classe.

a) Ofício: ferial. Mat. leituras da Homilia, sem Te Deum. Laudes II, oração própria.

b) Missa: própria.

c) Notas: R.2, V.2

 

  • I Vésperas da Festa da Natividade de S. João Batista, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.

 

24. quarta-feira – branco – Natividade de S. João Batista – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. dos Santos ou pref. comum.

c) Notas: R.1, V.1

 

25. quinta-feira – branco – S. Guilherme, Ab. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

26. sexta-feira – vermelho – Ss. João e Paulo, Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

27. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Vehementer (mês de junho).

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl., pref. de Nossa Senhora.

c) Notas:

  • R.4, V.4
  • Pro aliquibus locis: N. Sra. do Perpétuo Socorro.

 

  • I Vésperas do 5o. Domingo depois de Pentecostes, verde.
  • Amanhã em todas as Paróquias deve-se fazer a Solenidade de S. Pedro e S. Paulo, segundo determinação do Exmo. Sr. Bispo Administrador Apostólico (ver Introdução do Ordo, pg. 12).

 

Óbolo de S. Pedro

            Amanhã, por determinação da VII Assembléia da CNBB, em todas as igrejas e oratórios, mesmo dos mosteiros, conventos e colégios, comemora-se o DIA DO PAPA, com pregações e orações que traduzam amor, veneração, respeito e obediência ao Vigário de Cristo na Terra, Cabeça da Santa Igreja universal, e com piedosas e generosas ofertas para o Óbolo de S. Pedro.

 

28. +5o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe – Solenidade de S. Pedro e S. Paulo, Apóstolos.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.), leit. Livros dos Reis; Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa:

  • Nas missas com o povo: Solenidade dos Ss. Pedro e Paulo: tudo como no dia 29, com. do domingo.
  • Nas missas privadas: do 5º. Domingo, Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

  • I Vésp. da festa de S. Pedro e S. Paulo, vermelho, 1ª. classe,com. do domingo. Compl. de domingo.

 

29. segunda-feira – vermelho – Festa de S. Pedro e S. Paulo, Apóstolos – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.0, V.1

 

30. terça-feira – vermelho – Comemoração de S. Paulo, Apóstolo – 3a. classe.

a) Ofício: Mat. e Laudes próprias; em Laudes com. de S. Pedro sub única conclusione.

b) Missa: própria, com. de S. Pedro sub única conclusione; sem Credo; pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da festa do Preciosíssimo Sangue, vermelho, 1a. classe.

 

JULHO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Política e caridade: Para que a responsabilidade política seja vivida em todos os níveis como uma forma elevada de caridade.

Missionária: Os pobres na América Latina: Para que, diante das desigualdades sociais, os cristãos da América Latina deem testemunho do amor pelos pobres e contribuam para uma sociedade mais fraterna.

 

1. quarta-feira – vermelho – Festa do Preciosíssimo Sangue de Jesus – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. da Santa Cruz.

c) Notas: R.1, V.1

 

2. quinta-feira – branco – VISITAÇÃO DE NOSSA SENHORA – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes: com. dos Ss. Processo e Martiniano, Mm. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: própria, com. dos Ss. Mm., Credo, pref. de N. Senhora (et te in Visitatione).

c) Notas: R.2, V.2

 

3. sexta-feira – vermelho – S. Irineu, B. e M. – 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

Notas: SCJ, R.3, V.3

 

4. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato. – 4a. classe – 1º. sábado do mês.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Non excedit (mês de julho).

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl., pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: ICM, R.4, V.4

 

  • I Vésp. do 6º. Domingo depois de Pentecostes, verde, 2ª. classe.

 

5. + 6o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); leit. Livro dos Reis; Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

6. segunda-feira – vermelho – S. Maria Goretti, V. e M. – 3a. classe.

a) Ofício: do comum das Virgens Mártires; oração própria como na Missa.

b) Missa: própria: seção Pro aliquibus locis do Missal.

c) Notas: R.3, V.3

7. terça-feira – branco – Ss. Cirilo e Metódio, Bispos e Conf.

a)      Ofício: próprio em Mat. Laudes e Vésp.

b)     Missa: própria.

c)      Notas: R.3, V.3

 

8. quarta-feira – branco – S. Isabel, Rainha de Portugal e Viúva – 3a. classe.

a) Ofício: Invit., hinos e ant. do Bened. e Magnif. próprios

b) Notas: R.3, V.3

 

9. quinta-feira – branco – S. Paulina do Coração Agonizante de Jesus, V. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: comum das Virgens.

b) Notas: R.3, V.3

 

10. sexta-feira – vermelho – Ss. Sete Irmão Mártires, S. Rufina e S. Secunda, V. e Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

11. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato. – 4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Non excedit (mês de julho). Ld. com. de S. Pio I, Pp. e M.

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl., com. de S. Pio, pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: R.4, V.4

  • I Vésperas do 7o. Domingo depois de Pentecostes, verde.

 

12. + 7o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

13. segunda-feira – verde – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. leitura do livro dos Reis.

b) Missa: do 7o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, pref. comum.

c) Notas: R.4, V.4

 

14. terça-feira – branco – S. Boaventura, B. Conf. e Dr. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

15. quarta-feira – vermelho – Bv. Inácio de Azevedo e Companheiros, Mm. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Henrique, Conf. em Laudes e na Missa.

b) Notas: R.3, V.3

 

16. quinta-feira – branco – Nossa Senhora do Monte Carmelo – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

17. sexta-feira – verde – Da féria4a. classe.

Como segunda-feria. Com. de S. Aleixo, Conf. em Ld. e na Missa. Ou Missa de S. Aleixo, br., Gl.

 

18. sábado – branco – S. Camilo de Lélis, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Sinforosa e seus Sete Filhos, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésp. do 8o. Domingo depois de Pentecostes, verde, 2ª. classe.

 

19. + 8o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam.            b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

20. segunda-feira – branco – S. Jerônimo Emiliano, Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Margarida, V. e M.

b) Notas: R.3, V.3

 

21. terça-feira – branco – S. Lourenço de Brindisi, Conf. e D. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Praxedes, V.M.

b) Notas: R.3, V.3

 

22. quarta-feira – branco – S. Maria Madalena, Penitente – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: próprios

b) Notas: R.3, V.3

 

23. quinta-feira – vermelho – S. Apolinário, B. e M. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Libório, B. e Conf.

b) Notas: R.3, V.3

 

24. sexta-feira – verde – Da féria4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. leitura do livro dos Reis. Laudes com. de S. Cristina, V. e M.

b) Missa: do 8o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Cristina, ou Missa de S. Cristina, vermelho, Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

25. sábado – vermelho – S. TIAGO Maior, APÓSTOLO2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes: com. de S. Cristóvão, M. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: própria, com. de S. Cristóvão, Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

  • II Vésp. de S. Tiago, com. das  I Vésp. do 9o. Domingo depois de Pentecostes, vermelho, 2ª. classe.

26. + 9o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTESverde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); Te Deum. Laudes hino Ecce iam, com. de S. Ana, Mãe de N. Sra.

b) Missa: com. de S. Ana, Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

27. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Com. de S. Pantaleão, M. em Laudes.

b) Missa: do 9o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Pantaleão, pref. comum. Ou Missa de S. Pantaleão, vermelho, com Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

28. terça-feira – vermelho – Ss. Nazário e Celso, Mm., Vítor I, P. e M. e Inocêncio I,  Papa – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

29. quarta-feira – branco – S. Marta, V. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Félix, Simplício, Faustino e Beatriz, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • Amanhã começa a Novena em honra de São João Maria Vianney, Padroeiro da Administração Apostólica.

 

30. quinta-feira – verde – Da féria4a. classe.

Como segunda-feira. Com. dos Ss. Abdon e Senen, Mm. em Laudes e na Missa. Ou missa dos Ss. Mm., vermelho, Gl.

 

31. sexta-feira – branco – S. Inácio de Loyola, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas 10o. Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Sapientia.

 

 

AGOSTO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Voluntários ao serviço dos necessitados: Para que aqueles que colaboram no campo do voluntariado se entreguem com generosidade ao serviço dos mais necessitados.

Missionária: Ir ao encontro dos marginalizados: Para que, saindo de nós mesmos, saibamos fazer-nos próximos daqueles que se encontram nas periferias das relações humanas e sociais.

 

MÊS VOCACIONAL

            O mês de agosto, conforme o costume da Igreja no Brasil, é dedicado à oração, reflexão, e ação nas comunidades sobre o tema das vocações. Por isso lembra-se:

            1.ª semana: vocação para o ministério ordenado: diáconos, padres e bispos.

            2.ª semana: vocação para a vida em família (atenção especial aos pais).

3.ª semana: vocação para a vida consagrada: religiosos(as) e consagrados(as) seculares.

4.ª semana: vocação para os ministérios e serviços na comunidade. Último domingo de agosto: Dia Nacional do Catequista.

 

1. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato. – 4a. classe – 1º sábado do mês.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Fuit vir (mês de agosto). Ld. com. dos Ss. Macabeus, Mm.

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl., com. dos Ss. Mm., pref. de Nossa Senhora.

c) Notas: ICM, R.4, V.4

 

Indulgência da Porciúncula

            No dia 2 de agosto (ou em outro dia a ser marcado pela autoridade diocesana para a utilidade dos fiéis), nas igrejas paroquiais, pode ser adquirida a Indulgência plenária da Porciúncula:  a obra prescrita para lucrá-la é a piedosa visita à Igreja, onde se rezam o Pai-Nosso e o Credo, sendo necessárias ainda a Confissão sacramental, a S. Comunhão e a oração na intenção do Sumo Pontífice. Esta indulgência só pode ser lucrada uma vez; a visita à Igreja pode ser feita desde o meio-dia da véspera até à meia-noite que encerra o dia marcado (Enchr. Indulg., Normas 18, 25-26, n.65).

 

2. + 10o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (1o. de agosto) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. inv. Dñum. qui fecit,  hino Nocte surgentes (até 30 de set.); leit. dos Provérbios ; Te Deum. Laudes hino Ecce iam.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

3. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum.

b) Missa: do 10o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, pref. comum. / c) Notas: R.4, V.4

 

4. terça-feira – branco – S. Domingos, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

5. quarta-feira – branco – Dedicação de Nossa Senhora das Neves – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: do comum de Nossa Senhora.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • Na Diocese de Campos: amanhã festa do Ssmo. Salvador, padroeiro, 2ª. Classe. Nos municípios de Campos e Bom Jesus, 1ª. classe.

 

6. quinta-feira – branco – FESTA DA TRANSFIGURAÇÃO DE NOSSO SENHOR2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. dos Ss. Sisto II, Felicíssimo e Agapito, Mm. Horas menores: of. ordinário.

b) Missa: própria; com. dos Ss. Mm.; Credo.

c) Notas: R.2, V.2

 

7. sexta-feira – branco – S. Caetano, Conf. – 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês1º. sábado do mês.

a) Ofício e Missa: com. de S. Donato, B. e M.

b) Notas: SCJ, R.3, V.3

 

  • I Vésp. de S. João Maria Vianney, Conf., branco, 1a. classe. Completas de domingo.

 

8. sábado – branco – São João Maria Vianney, Conf., Padroeiro da Administração Apostólica – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas, sem comemoração.

b) Missa: sem comemoração, Credo, pref. de Sanctis et Patronis ou Comum. (Pode-se usar a Missa própria na seção Pro aliquibus locis).

c) Notas: R.1, V.1

 

  • II Vésp. de S. João Maria Vianney, Conf., branco, 1a. classe, com. das I Vésp. do 11º. Domingo depois de Pentecostes: ant. do Magnif. Ego in altissimis.

 

9. + 11o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (2o. de agosto) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro do Eclesiastes.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

10. segunda-feira – vermelho – S. LOURENÇO, Diác. e M. – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: sem Credo, pref. comum.

c) Notas: R.2, V.2

 

11. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. dos Ss. Tibúrcio e Suzana, Mm.

b) Missa: do 11o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. dos Ss. Mm., pref. comum. Ou Missa dos Ss. Mm., vermelho, com Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

12. quarta-feira – branco – S. Clara, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

13. quinta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

            Como terça-feira. Com. dos Ss. Hipólito e Cassiano, Mm. em Laudes e na Missa.

 

14. sexta-feira – roxo – VIGÍLIA DA ASSUNÇÃO – 2a. classe.

a) Ofício: ferial. Mat. leituras da Homilia, sem Te Deum. Laudes II, oração própria, com. de S. Eusébio, Conf.

b) Missa: própria, com. de S. Eusébio.

c) Notas: R.2, V.2

 

  • I Vésperas da Assunção de Nossa Senhora, branco, 1a. classe. Compl. de domingo.
  • Amanhã: 14o. Aniversário da Carta de D. Licinio Rangel ao Santo Padre o Papa João Paulo II (15/08/2001).

 

15. sábado – branco – Assunção de Nossa Senhora – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. de Nossa Senhora (Et te in Assumptione).

c) Notas: R.0, V.0

 

  • II Vésperas da Assunção de Nossa Senhora, branco, 1a. classe, com. das I Vésp. do 12º. Domingo depois de Pentecostes: ant. do Magnif. Omnis Sapientia. Compl. de domingo.
  • Amanhã em todas as Paróquias deve-se fazer a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora, segundo determinação do Exmo. Sr. Bispo Administrador Apostólico (ver Introdução do Ordo, pg. 12).

 

16. + 12o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (3.o de agosto) verde – 2a. classe – Solenidade da Assunção.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro da Sabedoria. Laudes: com. de S. Joaquim, Pai de N. Sra.

b) Missa:

  • Nas missas com o povo: Solenidade da Assunção de N. Sra.: tudo como no dia 15, com. somente do domingo.
  • Nas missas privadas: do 12º domingo: com. de S. Joaquim, Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

17. segunda-feira – branco – S. Jacinto, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

  • Amanhã: 13o. Aniversário da Sagração Episcopal do Exmo. Sr. Bispo Titular de Cedamusa e Administrador Apostólico D. Fernando Arêas Rifan.

18. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Agapito, Mártir.

b) Missa:

  • Na Igreja Principal: Missa votiva de 2a. classe In anniversario consecrationis Episcopi, branco, com Gl., sem Credo, com. de S. Agapito, M., pref. comum.
  • Nas demais Igrejas: em todas as Missas: Oratio pro Antistite, sub unica conclusione com a oração da Missa. Missa do 12o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Agapito, pref. comum. Ou Missa de S. Agapito, vermelho, com Glória. Ou Missa In anniversario consecrationis Episcopi,branco (votiva de 4a. classe).

c) Notas: R.4, V.4 (exceto na Igreja Principal).

 

19. quarta-feira – branco – S. João Eudes, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

20. quinta-feira – branco – S. Bernardo, Abade. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

21. sexta – branco – S. Joana Francisca Frémiot de Chantal, Viúva. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

22. sábado – branco – FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. dos Ss. Timóteo, Hipólito e Sinforiano, Mm. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Gl., com. dos Ss. Mm., Credo, pref. de N. Senhora (et te in festivitate).

c) Notas: R.2, V.2

 

  • II Vésp. do Imaculado Coração de Maria, com. das I Vésp. do 13o. Domingo depois de Pentecostes, ant. do Magnif.: Sapientia.

 

23. + 13o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (4o. de agosto) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro do Eclesiástico.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

24. segunda-feira – vermelho – S. BARTOLOMEU, Ap. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

25. terça-feira – branco – S. Luís, Rei e Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

26. quarta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Zeferino, Pp. e M.

b) Missa: do 13o. domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Zeferino, pref. comum. Ou missa de S. Zeferino, vermelho, Gloria.

c) Notas: R.4, V.4

 

27. quinta-feira – branco – S. José de Calazans, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

28. sexta-feira – branco – S. Agostinho, B. Conf. e D. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Hermes, M.

b) Notas: R.3, V.3

 

29. sábado – vermelho – Degolação de S. João Batista – 3a. classe.

a) Ofício: Mat. responsórios próprios, Laudes e Vésp. próprias. Com. de S. Sabina, M.

b) Missa: com. de S. Sabina.

c) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas de Santa Rosa de Lima, Padroeira da América Latina, branco, 1a. classe, com. das I Vésp. do 14o. Domingo depois de Pentecostes; ant. do Magnif.: Observa, fili.
  • Amanhã, último Domingo de agosto, por determinação da 20a. Assembléia Geral da CNBB, comemora-se o Dia Nacional do Catequista.

 

30. + 14o. Domingo depois de Pentecostes (5o. de agosto) branco – S. Rosa de Lima, V., Padroeira da América Latina– 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas. Laudes e Vésp. com. do domingo.

b) Missa: com. do domingo, Credo, pref. de Sanctis et Patronis ou da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.1

 

31. segunda-feira – branco – S. Raimundo Nonato, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

 

SETEMBRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

 Geral: Oportunidade para os jovens: Para que se multipliquem as oportunidades de formação e de trabalho para os jovens.

Missionária: Catequistas, testemunhas da Fé: Para que a vida dos Catequistas seja um testemunho coerente da fé que anunciam.

 

1. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Gil, Ab. e dos 12 Irmãos Mm. de Benevento.

b) Missa: do 14.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. S. Gil, Ab. e dos 12 Irmãos Mm., pref. comum. Ou Missa de S. Gil, branco; ou Missa dos Ss. Mm., vermelho, com Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

2. quarta-feira – branco – S. Estêvão, Rei da Hungria – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

3. quinta-feira – branco – S. Pio X, Pp. e Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

4. sexta-feira – verde – Da féria – 4a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício e Missa: Como terça-feira, sem com.

b) Notas: SCJ, R.4, V.4

 

5. sábado – branco – S. Lourenço Justiniano, B. e Conf. – 3a. classe – 1º sábado do mês.

Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 15.o Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Cum audisset Iob.

 

6. + 15o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (1.o de setembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro de Jó.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

7. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum.

b) Missa: do 15.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, pref. comum.

c) Notas: R.4, V.4

 

8. terça-feira – branco – NATIVIDADE DE NOSSA SENHORA2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. de S. Adriano, M. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Gl., com. de S. Adriano, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Nativitate).

c) Notas: R.2, V.2

 

9. quarta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira, com. de Gorgônio, M. em Laudes e na Missa. Ou missa de S. Gorgônio, verm., Gl.

 

10. quinta-feira – branco – S. Nicolau de Tolentino, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

11. sexta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira, com. dos Ss. Proto e Jacinto, Mm. em Laudes e na Missa. Ou missa dos Ss. Mm., verm., Gl.

 

12. sábado – branco – Festa do Santo Nome de Maria – 3a. classe.

a) Missa: pref. de Nossa Senhora (et te in festivitate).

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 16o. domingo depois de Pentecostes, verde, ant.: In omnibus his.

 

13. + 16o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (2.o de setembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro de Jó.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

14. segunda-feira – vermelho – EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ2.a classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: própria; Gl., Credo, prefácio da Santa Cruz.

c) Notas: R.2, V.2

 

15. terça-feira – branco – NOSSA SENHORA DAS DORES2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. de S. Nicomedes, M. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Gl., com. de S. Nicomedes, Seqüência, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Transfixione).

c) Notas: R.2, V.2

 

16. quarta-feira – vermelho – S. Cornélio, Pp. e S. Cipriano B., Mm. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Eufêmia, Luzia e Geminiano, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

17. quinta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. dos Estigmas de S. Francisco.

b) Missa: do 16.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. dos Estigmas, pref. comum. Ou missa dos Estigmas, branco, Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

18. sexta-feira – branco – S. José de Cupertino, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

19. sábado – vermelho – S. Januário, B. e Companheiros, Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 17o. domingo depois de Pentecostes, verde, ant.: Ne reminiscaris.
  • Amanhã avise-se aos fiéis que o próximo Domingo, dia 27, último de setembro, será o Dia da Bíblia.

 

20. + 17o. DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (3.o de setembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro de Tobias.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

21. segunda-feira – vermelho – S. MATEUS, Ap.e Ev. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

22. terça-feira – branco – S. Tomás de Vilanova, B. e Conf – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Maurício e Companheiros, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

23. QUARTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: Mat. leituras da Homilia, sem Te Deum. Laudes II: com. somente de S. Pio de Pietrelcina, Conf.; ant. próprias no Benedictus e Magnificat. Preces em Laudes e Vésperas.

b) Missa: própria (2 epístolas); com. somente de S. Pio.

c) Notas: R.2, V.2

 

24. quinta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes: com. de N. Sra. das Mercês.

b) Missa: do 17.o domingo depois de Pentecostes, com. de N. Sra., sem Glória. Ou missa de N. Sra., branco, Gl.

c) Notas: R.4, V.4

 

25. SEXTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: Mat. leituras da Homilia, sem Te Deum. Laudes II: ant. próprias no Benedictus e Magnificat. Preces em Laudes e Vésperas.

b) Missa: própria.

c) Notas: R.2, V.2

 

26. SÁBADO DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: como ontem. Laudes: com. dos Ss. Cipriano e Justina, Mm. Preces somente em Laudes.

b) Missa: 5 leituras (pode-se usar a Missa brevior); com. dos Ss. Mm.

c) Notas: R.2, V.2

 

  • I Vésperas do 18.o Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Adonai.

 

Em todas as Circunscrições Eclesiásticas do Brasil, amanhã é o DIA DA BÍBLIA, no qual se procure despertar e fomentar entre os católicos o conhecimento e o amor dos Livros Santos, premunir os fiéis contra os erros correntes em relação à Bíblia, propagar exemplares da Sagrada Escritura, sobretudo dos Santos Evangelhos, e incutir sua leitura cotidiana, atenta e piedosa; explique-se aos fiéis a natureza dos Livros Santos, a importância e utilidade de sua leitura; aproveite-se este dia para a distribuição de folhetos instrutivos sobre a Bíblia.

 

27. + 18.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (4.o de setembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do Livro de Judite.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

28. segunda-feira – vermelho – S. Venceslau, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da Dedicação de São Miguel Arcanjo, 1.a classe, branco.

 

29. terça-feira – branco – Dedicação de S. Miguel Arcanjo – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. comum.

c) Notas: R.1, V.1

 

30. quarta-feira – branco – S. Jerônimo, Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

OUTUBRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Tráfico de pessoas: Para que seja erradicado o tráfico de pessoas, a forma moderna de escravidão.

Missionária: Missão na Ásia: Para que, com respeito missionário, as comunidades cristãs do continente asiático anunciem o evangelho a todos aqueles que ainda não o conhecem.

 

            Recomendem-se aos fiéis os piedosos exercícios do MÊS DO SANTO ROSÁRIO, instituído pelo Papa Leão XIII (Enchir. Indulg. n. 48).

 

1. quinta-feira – vermelho – Bv. André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro e Comp., Mm. – 3.a classe.

a) Ofício e Missa: comum de vários Mártires; com. de S. Remígio, B.

            b) Notas: R.3, V.3

 

2. sexta-feira – branco – Santos Anjos da Guarda – 3.a classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício: Mat. leituras próprias

b) Missa: pref. comum.

            c) Notas: SCJ, R.3, V.3

 

3. sábado – branco – S. Teresinha do Menino Jesus, V.3a. classe – 1º sábado do mês.

Notas: ICM, R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 19.o Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Adaperiat Dñus.

 

4. + 19.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (1.o de outubro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do 1.o Livro dos Macabeus.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas:

  • R.1, V.2.
  • Pode-se fazer hoje a Solenidade de Nossa Senhora do Rosário (branco): permitem-se 2 Santas Missas (votivas de 2a. classe): com. do domingo, Credo, pref. de Nossa Senhora. Pode-se também cantar as II Vésperas da Solenidade, com. do domingo.

 

5. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Plácido e Comp., Mm.

b) Missa: do 19.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. dos Ss. Mm. Ou missa dos Ss. Mm., vermelho, Gloria.

c) Notas: R.4, V.4

 

6. terça-feira – branco – S. Bruno, Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

7. quarta-feira – branco – NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. de S. Marcos I, Pp. M. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Gl., com. de S. Marcos I, Credo, pref. de N. Senhora (et te in festivitate).

c) Notas: R.2, V.2

 

8. quinta-feira – branco – S. Brígida, Viúva.3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Sérgio, Baco, Marcelo e Apuleio, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

9. sexta-feira – branco – S. João Leonardi, Conf.3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Dionísio e Comp. Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

10. sábado – branco – S. Francisco de Borgia, Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 20º. Domingo depois de Pentecostes, ant. Refulsit sol.
  • Amanhã, avisem-se os fiéis que no dia 18, penúltimo domingo de outubro, será celebrado o Dia das Missões e da Infância Missionária, com pregações, preces, coletas, etc.

 

11. + 20.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (2.o de outubro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do I Livro dos Macabeus. Laudes: com. da Maternidade Divina de N. Sra.

b) Missa: com. da Maternidade Divina de N. Sra., Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

  • I Vésperas da Festa de Nossa Senhora Aparecida, branco, 1a. classe, com. das II Vésp. do domingo. Compl. de domingo.

 

12. segunda-feira branco – Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Padroeira Principal do Brasil – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa: Credo, pref. de Nossa Senhora (Et te in Conceptione Immaculata).

c) Notas: R.1, V.1

 

13. terça-feira – branco – S. Eduardo, Rei e Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

14. quarta-feira – vermelho – S. Calisto I, Pp. e M.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

15. quinta-feira – branco – S. Teresa de Jesus, V.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

16. sexta-feira – branco – S. Edwiges, Viúva.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

17. sábado – branco – S. Margarida Maria Alacoque, V.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

  • I Vésperas do 21.o Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Exaudiat Dominus.
  • Este ano omite-se a 3ª semana de outubro.

 

Amanhã, penúltimo domingo de outubro: Dia das Missões e da Pontifícia Obra da Infância Missionária (Santa Infância). Dia de pregação e orações pelas Missões. COLETA em todo o Mundo para as Missões (desta grande campanha se reservará uma porcentagem adequada para as Missões da África e 10% para a Infância Missionária). O fruto da Coleta deverá ser entregue integralmente à Cúria.

 

18. + 21.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (4.o de outubro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. do 2.o Livro dos Macabeus. Laudes: com. de S. Lucas, Ev.

b) Missa:

  • Do Domingo, com a Oração para a Propagação da Fé, sub única conclusione (omite-se a com. de S. Lucas), Credo, pref. da Ssma. Trindade.
  • Permite-se uma Missa votiva pela Propagação da Fé, roxo, sem Gloria, com. do domingo (omite-se a com. de S. Lucas), Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

19. segunda-feira – branco – S. Pedro de Alcântara, Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

20. terça-feira – branco – S. João Câncio, Conf.3a. classe.

a) Ofício: hinos próprios.

b) Notas: R.3, V.3

 

21. quarta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Hilarião, Ab., e de S. Úrsula e Comp., V. Mm.

b) Missa: do 21.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Hilarião e das Ss. Mm. Ou missa de S. Hilarião, branco, Gl., ou missas das Ss. Mm., vermelho, Gl.

c) Notas: R.4, V.4

 

22. quinta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como ontem, sem comemoração.

23. sexta-feira – branco – S. Antônio Maria Claret, B. e Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

24. sábado – branco – S. Rafael Arcanjo.3a. classe.

a) Ofício: Mat., Laudes e Vésp. próprias.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da Festa de Cristo Rei, branco, 1a. classe, sem comemoração do domingo. Compl. de domingo.
  • Amanhã, na Festa de Cristo Rei, em todas as Paróquias, Igrejas e Oratórios, diante do Santíssimo exposto, convém renovar o Ato de Consagração do gênero humano a Jesus Cristo Rei previsto para esse dia (Indulgência Plenária, cf. Enchir. Ind. n. 27).

 

25. + 22.o Domingo depois de Pentecostes (5o. de outubro) branco – Festa de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas. Não se comemora o domingo. Prima: Sl. 53.

b) Missa: sem com. do domingo, Credo, pref. de Cristo Rei.

c) Notas: R.0, V.0

 

26. segunda-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Laudes com. de S. Evaristo, Pp. e M.

b) Missa: do 22.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória, com. de S. Evaristo. Ou missa de S. Evaristo, vermelho, Glória.

c) Notas: R.4, V.4

 

27. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como ontem. Sem comemoração.

 

28. quarta-feira – vermelho – S. SIMÃO E S. JUDAS, Ap. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

29. quinta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira. Sem comemoração.

 

30. sexta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira. Sem comemoração.

 

31. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Amplectamur (mês de outubro).

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl.

c) Notas: R.4, V.4

 

  • I Vésperas da Festa de Todos os Santos, branco, 1a. classe, com. das I Vésp. do 23º dom. depois de Pentecostes, Ant. do Magnif. Vidi Dominum.

 

NOVEMBRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Diálogo com todos: Para que nos abramos ao encontro pessoal e ao diálogo com todos, também com aqueles que pensam de modo diferente do nosso.

Missionária: Pastores da Igreja: Para que os Pastores da Igreja, com profundo amor ao seu rebanho, acompanhem o seu caminho e animem a sua esperança.

 

1. + 23.o Domingo depois de Pentecostes (1o. de novembro) branco – Festa de Todos os Santos – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas. Laudes e Vésp.: com. do domingo.

b) Missa: com. do domingo, Credo, pref. de Sanctis et Patronis ou da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.0, V.1

 

DIA DE FINADOS

1. Rubricas:

a) Pela Const. Apostólica de Bento XV (1915) hoje todo Padre pode celebrar 3 Missas.

b) Escolha: para a missa conventual, principal ou cantada, deve-se usar a primeira (se necessário, antecipam-se as outras). Para a missa não conventual, caso celebre-se uma ou duas missas, deve-se rezar sempre a primeira; a outra será a segunda.

c) Aplicação: uma deve ser aplicada por todos os fiéis defuntos, outra nas intenções do Santo Padre. Uma só pode ser aplicada nas intenções do celebrante, com recepção de espórtula.

d) Rito para as abluções: o sacerdote que celebrar as três missas sem nenhum intervalo, ao final da 1.a (ou 2.ª) missa, não purifica o cálice, mas coloca-o sobre o corporal e o cobre com a pala. Depois, de mão postas, reza no meio do altar Quod ore sumpsimus. Em seguida, purifica os dedos no purificatório do altar e os enxuga dizendo Corpus tuum. Em seguida, ele cobre o cálice normalmente, colocando na patena a hóstia que vai ser consagrada. Na Missa seguinte, ao ofertório, o padre cuida de não colocar o cálice fora do corporal, não o enxuga com o sangüíneo nem antes, nem depois de colocar o vinho e a água; em seguida oferece normalmente.

e) Não se ornamenta o altar com flores e o órgão só é permitido para sustentar o canto.

 

2. Indulgências.

            a) Aos que visitarem o cemitério e rezarem, mesmo só mentalmente, pelos defuntos, concede-se uma Indulgência Plenária, só aplicável aos defuntos: diariamente, do dia 1.° ao dia 8 de novembro, nas condições costumeiras, isto é: confissão sacramental, comunhão eucarística e oração nas intenções do Sumo Pontífice. Nos restantes dias do ano, Indulgência Parcial (Enchir. Indul., n. 13).

            b) Ainda neste dia, em todas as igrejas, oratórios públicos ou semipúblicos, igualmente lucra-se uma Indulgência Plenária, só aplicável aos defuntos: a obra que se prescreve é a piedosa visitação à igreja, durante a qual se deve rezar o Pai Nosso e o Credo, confissão sacramental, comunhão eucarística e oração na intenção do Sumo Pontífice (que pode ser um Pai Nosso e uma Ave Maria, ou qualquer outra oração ad libitum).

 

2. segunda-feira – preto – COMEMORAÇÃO DE TODOS OS FIÉIS DEFUNTOS1a. classe.

a) Ofício: próprio, com rubricas especiais.

b) Missa: Cada uma das Missas é própria, com: uma só oração, pref. dos defuntos e Seqüência. Caso as três Missas sejam rezadas em seguida, diz-se a Seqüência somente na principal, ou na primeira; nas demais é ad libitum.

c) Notas: V.0

 

3. terça-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum. Mat. Livro de Ezequiel.

b) Missa: do 23.o domingo depois de Pentecostes, sem Glória.

c) Notas: R.3, V.4

 

4. quarta-feira – branco – S. Carlos Borromeu, B. e Conf.3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Vital e Agrícola, Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

5. quinta-feira – vermelho – Sagradas Relíquias que se conservam nas Igrejas do Brasil3a. classe.

a) Ofício: comum de vários mártires.

b) Missa: própria (seção pro aliquibus locis).

c) Notas: R.3, V.4

 

6. sexta-feira – verde – Da féria – 4a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício e Missa: como terça-feira.

b) Notas: SCJ, R.3, V.4

7. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe– 1º. sábado do mês.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Accessi (mês de novembro).

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl.

c) Notas: ICM, R.3, V.4

 

  • I Vésperas do 24o. Domingo depois de Pentecostes (5o. depois da Epifania transferido), verde: ant. do Magnif.  Muro tuo.
  • Em Matinas, omite-se a 2ª. semana de novembro.

 

8. + 24.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (5o. depois da Epifania transferido – 3.o de novembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. Leit. do Livro de Daniel.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

9. segunda-feira – branco – DEDICAÇÃO DA ARQUIBASÍLICA DO SS. SALVADOR (S. João de Latrão) 2.a classe.

a) Ofício: comum da Dedicação das igrejas: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Laudes: com. de S. Teodoro, M.

b) Missa: própria; Gl., com. de S. Teodoro, Credo, prefácio comum.

c) Notas: R.2, V.2

 

10. terça-feira – branco – S. André Avelino, Conf.3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. dos Ss. Trifão e Comp., Mm.

b) Notas: R.3, V.3

 

11. quarta-feira – branco – S. Martinho, B. e Conf.3a. classe.

a) Ofício e Missa: próprios; com. de S. Mena, M.

b) Notas: R.3, V.3

 

12. quinta-feira – vermelho – S. Martinho I, Pp. e M.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

13. sexta-feira – branco – S. Diogo, Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

14. sábado – vermelho – S. Josafá, B. e M.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 25o. Domingo depois de Pentecostes (6o. depois da Epifania transferido), verde: ant. do Magnif. Qui caelorum.
  • Amanhã: anúncio e motivação para a abertura da Campanha para a Evangelização, no domingo, dia 22.

 

15. + 25.o DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (6o. depois da Epifania transferido – 4.o de novembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. Leit. do Livro de Oséias.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

16. segunda-feira – branco – S. Gertrudes, V.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

17. terça-feira – vermelho – Ss. Roque Gonzáles e Comp. Mm. 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Gregório Taumaturgo, B. e Conf.

b) Notas: R.3, V.3

 

18. quarta-feira – branco – Dedicação das Basílicas de S. Pedro e S. Paulo  – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: comum da Dedicação.

b) Notas: R.3, V.3

 

19. quinta-feira – branco – S. Isabel da Hungria, Rainha3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Ponciano, Pp. e M.

b) Notas: R.3, V.3

 

20. sexta-feira – branco – S. Félix de Valois, Conf.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

21. sábado – branco – Apresentação de N. Senhora3a. classe.

a) Missa: sem Credo; pref. de N. Senhora (et te in Praesentatione).

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas do 26o. e último Domingo depois de Pentecostes, verde: ant. do Magnif. Super muros tuos.
  • Amanhã, em todas as Dioceses do Brasil, abertura da Campanha para a Evangelização. A coleta será no 3º. Domingo do Advento.

 

22. + 26.o e último DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES (24o. no próprio do tempo – 5.o de novembro) verde – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. Leit. do Livro de Miquéias.

b) Missa: Credo, pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.1, V.2

 

23. segunda-feira – vermelho – S. Clemente I, Pp. e M.3a. classe.

a) Ofício: Mat. resp. próprios. Laudes e Vésp.: próprio, com. de S. Felicidade, M. em Laudes.

b) Missa: intróito e epístola próprios, com. de S. Felicidade.

c) Notas: R.3, V.3

 

24. terça-feira – branco – S. João da Cruz, Conf. e D.3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Crisógono, M.

b) Notas: R.3, V.3

 

25. quarta-feira – vermelho – S. Catarina de Alexandria, V. e M.3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 

  • Amanhã, dia 26 (quarta 5ª. feira de novembro), celebra-se o Dia Nacional de Ação de Graças.

 

26. quinta-feira – branco – S. Silvestre, Abade3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Pedro de Alexandria, B. e M.

b) Notas:R.3, V.3

 

  • Amanhã: pro aliquibus locis: Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

 

27. sexta-feira – verde – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial per annum.

b) Missa: do 24.° domingo depois de Pentecostes, sem Glória.

c) Notas:

  • R.4, V.4
  • Pro aliquibus locis: Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

 

28. sábado – branco – Sancta Maria in Sabbato4a. classe.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Accessi (mês de novembro).

b) Missa: Salve Sancta Parens (da Ssma. Trindade ao Advento), Gl.

c) Notas: R.4, V.4

 

  • I Vésperas do 1.°  Domingo do Advento, roxo. Compl.: ant. Alma Redemptoris.
  • Amanhã começa a Novena da Imaculada Conceição.

 

 

Tempo do Advento

a)      Os domingos: são de 1a. classe. Não admitem comemoração, nem solenidade, nem festa, exceto a festa da Imaculada Conceição. As festas de 1a. classe que ocorrerem, são transferidas para a segunda-feira, com comemoração nas II Vésperas do domingo.

b)      As férias do Advento: não admitem Missa votiva de 4a. classe, nem a quotidiana dos defuntos.

c)      Missa ferial: não há Glória, nem Aleluia.

d)      Comemoração da féria: é privilegiada. Faz-se antes de todas as outras em Laudes, Vésperas e em todas as Missas, mesmo cantadas.

e)      Prefácio do Advento: deve ser usado em todas as missas no tempo e nas demais missas que não tiverem prefácio próprio. Este prefácio encontra-se no suplemento de alguns missais (edição de 1962). Na falta deste, usa-se o prefácio da Ssma. Trindade aos domingos e, nos demais dias que não tiverem prefácio próprio, o pref. comum.

f)       Nos domingos e férias: o órgão só é permitido para acompanhar o canto e proibi-se o uso de flores (salvo no 3o. domingo).

g)      A partir da tarde do sábado: fecha-se a solenidade das núpcias. Admoeste-se aos esposos que se abstenham de demasiada pompa.

 

29. + PRIMEIRO DOMINGO DO ADVENTO – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: próprio do tempo do advento. Laudes I. Horas menores e Vésperas: antif. e cap. próprios.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. do Advento, ou da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.0, V.0

 

30. segunda-feira – vermelho – S. ANDRÉ, Ap. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes e Vesp. Com. da féria. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: com. da féria, Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

DEZEMBRO

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Geral: Experimentar a misericórdia de Deus: Para que todos experimentemos a misericórdia de Deus, que nunca Se cansa de perdoar.

Missionária: Natal, esperança para as famílias: Para que as famílias, de modo particular as que sofrem, encontrem no nascimento de Jesus um sinal de esperança segura.

 

1. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo do Advento. Mat. não há Te Deum. Laudes II: Ant. do Bened. e Magnif. próprias. Horas menores: ant. do 1o. dom. do Advento.

b) Missa: do 1.o domingo do Advento, sem Glória, pref. do Advento (ou comum).

c) Notas: R.3, V.3

 

2. quarta-feira – vermelho – S. Bibiana, V. e M. 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. da féria.

b) Notas: R.3, V.3

 

3. quinta-feira – branco – S. Francisco Xavier, Conf. 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. da féria.

b) Notas: R.3, V.3

 

4. sexta-feira – branco – S. Pedro Crisólogo, B. e D. 3a. classe – 1ª. sexta-feira do mês.

a) Ofício e Missa: com. da féria e de S. Bárbara, V. e M.

b) Notas: SCJ, R.3, V.3

 

5. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como terça-feira, com. de S. Sabas, Ab. em Laudes e na Missa.

 

  • I Vésperas do 2o. domingo do Advento, roxo; ant. próprias.
  • Amanhã, avisem-se os fiéis que no 3o. domingo do Advento, dia 13, por determinação da 36a. Assembleia da CNBB, haverá em todas as Igrejas (também capelas e oratórios) a coleta da Campanha para a Evangelização.

 

6. + SEGUNDO DOMINGO DO ADVENTO – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: próprio do tempo do advento. Laudes I. Horas menores e Vésperas: antif. e cap. próprios.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. do Advento ou da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.0, V.0

 

7. segunda-feira – branco – S. Ambrósio, B. Conf. e D. 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. da féria.

b) Notas: R.3, V.3

  • I Vésperas da Imaculada Conceição, branco, 1a. classe, com. da féria. Compl. de domingo.

 

8. + terça-feira – branco – Imaculada Conceição de Nossa Senhora – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas; com. da féria em Laudes e Vésperas.

b) Missa: com. da féria, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Conceptione Immaculata).

c) Notas: R.0, V.0

 

9. quarta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo do Advento. Mat. não há Te Deum. Laudes II. Ant. do Bened. e Magnif. próprias. Horas menores: ant. do 2o. domingo do Advento.

b) Missa: do 2.o domingo do Advento, sem Glória, sem Aleluia; pref. do Advento (ou comum).

c) Notas: R.3, V.3

 

10. quinta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem, com. de S. Melquíades, Pp. e M. em Laudes e na Missa.

 

11. sexta-feira – branco – S. Dâmaso, Pp. Conf. 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. da féria.

b) Notas: R.3, V.3

 

  • I Vésperas da festa de Nossa Senhora de Guadalupe, branco, 1ª classe, com. da féria. Compl. de domingo.

12. sábado – branco – Nossa Senhora de Guadalupe, Padroeira da América Latina – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas; com. da féria em Laudes e Vésperas.

b) Missa: com. da féria, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Festivitate).

c) Notas: R.1, V.1

 

  • II Vésperas de N. Sra. de Guadalupe, branco, com. das I Vésp. do 3o. domingo do Advento, 1ª. classe.
  • Amanhã, coleta nacional da Campanha da Evangelização (da qual 45% será destinada para as Dioceses, 20% para os respectivos regionais da CNNB e 35% para a CNNB nacional).

 

13. +TERCEIRO DOMINGO DO ADVENTO – rosa ou roxo – 1a. classe.

a) Ofício: próprio do tempo do advento. Mat. invit. Prope est (de hoje em diante); Laudes I. Horas menores e Vésperas: antif. e cap. próprios.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Ssma. Trindade.

c) Notas: R.0, V.0

 

14. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo do Advento. Mat. não há Te Deum. Laudes II. Ant. Do Bened. e Magnif. próprias. Horas menores: ant. do 3o. domingo do Advento.

b) Missa: do 3.o domingo do Advento, sem Glória, sem Aleluia; pref. do Advento (ou comum).

c) Notas: R.3, V.3

 

15. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

Como ontem.

 

  • Amanhã 13.o aniversário de falecimento do 1.o Bispo Administrador Apostólico Dom Licinio Rangel (V 2002).
  • Na Igreja Principal: a Missa de Réquiem com absolvição por alma de D. Licinio se transfere para o primeiro dia não impedido, que será dia 2 de janeiro de 2016.
  • Amanhã começa a Novena do Santo Natal.

 

16. QUARTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: Mat. esquema II; leituras da Homilia; sem Te Deum. Laudes II com ant. próprias; com. de S. Eusébio, B. e M.; Preces em Laudes e Vésperas.

b) Missa: com rubrica especial (2 epístolas), com. de S. Eusébio.

c) Notas: R.2, V.2

 

17. quinta-feira – roxo – Da féria – 2a. classe.

a) Ofício e Missa: como segunda-feira. Vésp. ad Magnif. ant. O Sapientia.

b) Notas: R.2, V.2

 

18. SEXTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: Mat. leituras da Homilia, sem Te Deum. Laudes II com ant. Próprias; preces em Laudes e Vésperas. Vésp. ad Magnif. ant. O Adonai.

b) Missa: própria.

c) Notas: R.2, V.2

 

19. SÁBADO DAS QUATRO TÊMPORAS – roxo – 2.a classe.

a) Ofício: como ontem; preces somente em Laudes.

b) Missa: com 5 leituras (pode-se usar a Missa brevior).

c) Notas: R.2, V.2

  • I Vésperas do 4o. domingo do Advento, roxo; ant. próprias; ad Magnif. ant. O Radix Iesse.

 

20. + QUARTO DOMINGO DO ADVENTO – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: próprio do tempo do advento. Laudes I. Horas menores e Vésperas: antif. e cap. próprios. Vésp. Ad Magnif. ant. O clavis David.

b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. do Advento, (ou da Ssma. Trindade).

c) Notas: R.0, V.0

 

21. segunda-feira – vermelho – S. TOMÉ, Ap. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes com. da féria ant. Nolite timere. Horas menores: of. ordinário. Vésp. com. ant. O Oriens. Compl. de domingo.

b) Missa: com. da féria, Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: R.2, V.2

 

22. terça-feira – roxo – Da féria – 2a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo do Advento. Mat. não há Te Deum. Laudes II e horas menores ant. próprias. Vésp. ad Magnif. ant. O Rex gentium.

b) Missa: do 4.o domingo do Advento, sem Glória, nem Aleluia; pref. do Advento, ou comum.

c) Notas: R.2, V.2

 

23. quarta-feira – roxo – Da féria – 2a. classe.

Como ontem. Vésp. ad Magnif.: O Emmanuel.

 

24. quinta-feira – VIGÍLIA DO NATAL – roxo – 1a. classe.

a) Ofício:

  • Mat. invit. Hodie scietis. Laudes I, Horas menores: Sl. de domingo; Prima Sl. 53.
  • Canto Solene do Martirológio: o Hebdomadário entra revestido de pluvial roxo (sem estola), precedido pelo turiferário e dois acólitos com velas. Chegando à estante, abençoa e impõe incenso no turíbulo, incensando o Martirológio ao modo do evangelho. Durante o canto o clero permanece de pé. Às palavras in Bethlehem Iudae o Hebdomadário canta em tom mais elevado e todos (exceto o Hebdomadário e os acólitos) se ajoelham até às palavras secundum carnem. Terminadas essas palavras, o cantor e os ajudantes genufletem e voltam para a sacristia. Em seguida o coro senta-se e um Leitor canta o que segue in tono lectionis.

b) Missa: não há Gloria, nem Aleluia, nem Credo; pref. do Advento, ou comum.

c) Notas: R.0, V.0

 

  • I Vésperas da Festa do Santo Natal, 1a. classe, branco. Compl. ant. final Alma Redemptoris, V. Post partum; Or. Deus qui salutis.
  • Amanhã: 14o. Aniversário da Carta Autógrafa Ecclesiae Unitas do Santo Padre o Papa João Paulo II a Dom Licinio Rangel (2001).

 

 

TEMPO DO NATAL 

Rubricas para a Festa do Natal

1) Ofício.

            a) Iesu Redemptor: nas Vésperas Solenes, o celebrante, ao entoar o hino Iesu Redemptor, estende, eleva e junta as mãos, inclinando ao mesmo tempo a cabeça em reverência ao Mistério da Encarnação (Caer. Ep., lib. II, c. XVI, n.5).

            b) Antífona final de Nossa Senhora: diz-se a Alma Redemptoris até as compl. do dia 1 de fevereiro; V. Post partum, or. Deus qui salutis.

 

2) Santa Missa.

a)      Número: hoje todo sacerdote pode celebrar três Missas (é um privilégio, não obrigação).

b)      Aplicação: o Sacerdote pode receber intenção e espórtula para as três Missas, salvo os Pastores de almas que devem aplicar uma missa Pro Populo.

c)      Escolha: quem vai celebrar uma só Missa, celebre a primeira, se for à noite; a segunda, se à aurora; ou a terceira, se já tiver nascido o sol.

d)      Et incarnatus est: nas Missas com canto: se o sacerdote já estiver sentado durante o Credo, deve ir ajoelhar-se ao pé do altar durante o canto do et incarnatus.

 

25. + sexta-feira – branco – Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo – 1a. classe, com oitava de 2a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as Horas.

b) Missa:

  • Nas três Missas: Glória, Credo, pref. e Communic. do Natal.
  • Missa da Meia-noite: no Communic. diz-se Noctem sacratissimam.
  • Missa da Aurora: com. de S. Anastácia, M. (mesmo nas Missas cantadas).
  • Missa do Dia: omite-se o Evangelho final.

c) Notas:

  • A Imagem do Menino Jesus, exposta no lugar principal do altar durante o tempo do Natal, nas Missas solenes é incensada com triplici ductu logo após a cruz (S.R.C. 15-II-1873).
  • R.0, V.0

 

  • Amanhã cedo se abre a solenidade das Núpcias.

 

26. sábado – vermelho – S. ESTÊVÃO, Protomártir 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes: com. da oitava do Natal. Horas menores: of. ordinário. Vésp.: do Natal; a partir do cap.: de S. Estevão, com. da oitava.

b) Missa: com. da oitava do Natal; Credo, pref. e Communic. do Natal.

c) Notas: R.2, V.2

 

27. + DOMINGO DENTRO DA OITAVA DO NATAL – branco – 2a. classe.

a) Ofício: como no dia de Natal. Mat. 1 not., leituras de Scrp. Do 1º. Not. do dia de Natal. Laudes de Natal; a partir do cap. do domingo, com. de S. João Ap. e Ev. Horas menores: ant. e salmos de domingo.

b) Missa: com. de S. João, Credo; pref. e Communic. do Natal.

c) Notas: R.1, V.2

 

28. segunda-feira – vermelho – Ss. INOCENTES, Mm. 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Laudes: com. da oitava do Natal. Horas menores: of. ordinário. Vésp.: do Natal; a partir do cap.: dos Ss. Inocentes, com. da oitava.

b) Missa: com. da oitava do Natal; Credo, pref. e Communic. do Natal.

c) Notas: R.2, V.2

 

29. terça-feira – branco – Na Oitava do Natal – 2a. classe.

a) Ofício: Mat. como no Natal; Leitura: Incipit Ep. ad Romanos. Laudes do Natal (oração Concede), com. de S. Tomás, B. e M. Vésp. do Natal.

b) Missa: Puer Natus, Glória, com. de S. Tomás, Credo, pref. e Communic. do Natal.

c) Notas: R.2, V.2

 

30. quarta-feira – branco – Na Oitava do Natal – 2a. classe.

Como ontem, sem nenhuma comemoração.

 

31. quinta-feira – branco – Na Oitava do Natal – 2a. classe.

Como quarta-feira. Com. de S. Silvestre, Pp. e Conf. em Laudes e na Missa.

 

  • I Vésperas da Oitava do Natal, 1a. classe, branco. Compl. de domingo.

 

Hoje, último dia do ano civil, concede-se a Indulgência Plenária a todas as pessoas que, em comunidade, nas igrejas e oratórios públicos ou semipúblicos, rezarem ou cantarem o Te Deum em ação de graças (conf. Enchir. Indulg. N. 60).

 

– Pascha erit die 27 martii –

Laus Deo Beataeque Virgini Mariae

 Immac. de Apparecida, Patronae Nostrae.

Deixe seu Comentário


Todos os direitos reservados : Trinity Web