FEVEREIRO INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO Universal: Por todos os que vivem em provação, sobretudo os pobres, os prófugos e os marginalizados, para que encontrem acolhimento e conforto em nossas comunidades. 1. quinta-feira – vermelho – S. Inácio, B. e M. – 3a. classe. Notas: R.3, V.3 2. sexta-feira – branco – PURIFICAÇÃO DE NOSSA […]
" /> Ordo Litúrgico de Fevereiro de 2018

Ordo Litúrgico de Fevereiro de 2018

FEVEREIRO
INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Universal: Por todos os que vivem em provação, sobretudo os pobres, os prófugos e os marginalizados, para que encontrem acolhimento e conforto em nossas comunidades.

1. quinta-feira – vermelho – S. Inácio, B. e M. – 3a. classe.
Notas: R.3, V.3

2. sexta-feira – branco – PURIFICAÇÃO DE NOSSA SENHORA – 2a. classe – 1ª. sexta-feria do mês.

a) Ofício:
• Festivo nas horas maiores; nas horas menores: of. ordinário; Compl. de domingo.
• A partir de Completas de hoje: Ant. Ave Regina Coelorum, até a Quarta-feira Santa.
b) Antes da Missa: Bênção das velas:

• Quem benze as velas deve também celebrar a S. Missa, a não ser que seja o Bispo Ordinário.

• Rito: O Celebrante, subindo ao altar, oscula-o no meio e, com as mãos postas, diz Dñus. vob. e as orações. Para receber sua vela, o Cel. não deve descer do supedâneo: basta que vire para o povo. Se não houver nenhum outro sacerdote, o Cel. toma a vela do altar e a oscula. Os fiéis, ao receberem a vela, osculam primeiro a esta, depois a mão do Cel. Terminada a distribuição, o Cel. reza a oração e faz-se a procissão, na qual acendem-se as velas.

• Na Missa que se segue à procissão: omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e Oramus te; o Cel. sobe diretamente ao altar e o oscula. Na Missa Solene o Cel. acende sua vela durante o Evangelho. Os fiéis devem acender as velas no Evangelho e do Prefácio até à comunhão.

• Na Igreja Principal a cerimônia deve ser feita em rito solene. Nas Igrejas Paroquiais pode-se usar o rito simples.
c) Missa: própria; Credo, Pref. do Natal.
d) Notas: R.1, V.2

3. sábado – branco – Sancta Maria in sabbato – 4a. classe – 1º. sábado do mês.

a) Ofício: de Sancta Maria in sabbato; 3a. leitura: Christus virgo (mês de fevereiro). Laudes com. de S. Brás, B. e M.

b) Missa: Salva Sancta Parens (da Purificação à Páscoa), Gl., com. de S. Brás, pref. de Nossa Senhora – ou missa de S. Brás, com Gloria, vermelho.
c) Notas:
• R.3, V.4

Bênção de São Brás: Per intercessiónem Sancti Blásii, Epíscopi et Mártyris, líberet te Deus a malo gútturis et a quólibet alio malo. In nómine Patris et Fílii et Spíritus Sancti. Amen.

Por intercessão de S. Brás, Bispo e Mártir, livre-te Deus do mal da garganta e de qualquer outra doença. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

 I Vésperas do Domingo da Sexagésima, roxo, 2a. classe.
4. DOMINGO DA SEXAGÉSIMA – roxo – 2a. classe.

a) Ofício: próprio: Mat. sem Te Deum; 2o. esquema de Laudes. Horas: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.
b) Missa: sem Gloria, tractus, Credo, pref. da Ssma. Trindade, Ite Missa est.
c) Notas: R.1, V.2

5. segunda-feira – vermelho – S. Águeda – V. e M. – 3a. classe.

a) Ofício: Mat. leit. e resp. próprios; Laudes e Vesp. próprias.
b) Notas: R.3, V.3

6. terça-feira – branco – S. Tito, B. e Conf. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Dorotéia, V. e M.
b) Notas: R.3, V.3

7. quarta-feira – branco – S. Romualdo, Abade – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

8. quinta-feira – branco – S. João da Mata, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

9. sexta-feira – branco – S. Cirilo de Alexandria, B., Conf. e D. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: com. de S. Apolônia, V. e M.
b) Notas: R.3, V.3

10. sábado – branco – S. Escolástica, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

 I Vésperas do Domingo da Quinquagésima, roxo, 2a. classe.

 Amanhã os Párocos, Reitores de Igrejas, etc., avisem ao povo que a quarta-feira de cinzas é dia de jejum e abstinência. Anúncio e motivação para a Campanha da Fraternidade.
Amanhã celebra-se o Dia Mundial do Enfermo.

11.  DOMINGO DA QUINQUAGÉSIMA – roxo – 2a. classe.

a) Ofício: próprio: Mat. sem Te Deum; 2o. esquema de Laudes. Horas: antif. próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.
b) Missa: sem Gloria, tractus, Credo, pref. da Ssma. Trindade, Ite Missa est.
c) Notas: R.1, V.2

12. segunda-feira – branco – Ss. Sete Fundadores dos Servitas, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

13. terça-feira – roxo – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial; Laudes II.
b) Missa: do domingo da Quinquagésima, sem o tractus.
c) Notas: R.4, V.4

Tempo da Quaresma

a) Proibem-se as Missas votivas e quotidianas pelos defuntos. As missas de 3o., 7o., 30o. dia e aniversário são permitidas durante a semana, exceto na quarta-feira de cinzas e na Semana Santa. A missa de funerais é proibida nos domingos (até o 1o. depois da Páscoa inclusive).

b) Os domingos são de 1a. classe: não admitem comemoração, festa, nem solenidade. As festas de 1a. classe que ocorrerem são transferidas para a segunda-feira, com comemoração nas II Vésp. do domingo.

c) Nas férias: cada dia tem sua missa própria; em Mat. leituras da Homilia.

d) Na missa ferial: no tractus das segundas, quartas e sextas-feiras, ajoelha-se desde adjuva nos até nomen tuum. No fim da missa Oratio super populum.

e) A comemoração da féria é privilegiada: faz-se sempre antes de qualquer outra.

f) As férias das quatro têmporas precedem as festas de 2a. cl. particulares, não as universais. As outras férias precedem as festas de 3a. cl.

g) As preces feriais rezam-se de joelhos em Laudes e Vésp. das férias das quartas e sextas-feiras e em Laudes do sábado das têmporas.

h) O órgão só é permitido nos domingos e férias para acompanhar o canto. Proibem-se igualmente as flores no altar. As exceções são o domingo Laetare, os dias de festa e as solenidades extraordinárias.

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil promove, durante a Quaresma e a Semana Santa, a Campanha da Fraternidade, cuja finalidade principal é vivenciar e assumir a dimensão comunitária e social da Quaresma. A Campanha da Fraternidade ilumina de modo particular os gestos fundamentais desse tempo litúrgico: a oração, o jejum e a esmola.

Neste ano, o tema da Campanha é: “Fraternidade e superação da violência”; e o lema: “Em Cristo somos todos irmãos” (Mt. 23,8).

14. QUARTA-FEIRA DE CINZAS – roxo – 1a. classe – início da Quaresma, jejum e abstinência.

a) Ofício:

• Ferial per annum, como na Septuagésima (até Noa do próximo sábado). Laudes II. Ant. do Bened., do Magnif. e oração próprias. Preces em Laudes e Vésperas.

• Os hinos cantam-se em tom ferial. O tom da quaresma se usa a partir do próximo sábado.

b) Antes da Missa: Bênção e imposição das cinzas: é feita pelo celebrante, que sempre mantém as mãos postas. Na Missa que se segue à imposição: omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e Oramus te; o Cel. sobe diretamente ao altar e o oscula.

• Na Igreja Principal a cerimônia deve ser feita em rito solene. Nas Igrejas Paroquiais e capelas pode-se usar o rito simples.

• Se a bênção solene das cinzas for feita mais tarde, pode-se benzer as cinzas no rito simples na missa da manhã.

• Quem benze as cinzas deve também celebrar a S. Missa, a não ser que seja o Bispo Ordinário.

• Na falta de outro sacerdote, o próprio sacerdote se impõe a cinza voltado para o altar, nihil dicens.

• Fora da missa o sacerdote, revestido de sobrepeliz e estola roxa, pode impor as cinzas aos fiéis (porém não nas suas casas), mas não a si mesmo.

• Onde houver uma missa vespertina com grande concurso de fiéis, pode-se repetir a bênção das cinzas com licença do Ordinário.
c) Missa: própria; tractus, Pref. da Quaresma; Oratio super populum; sem comemoração.
d) Notas: R.1, V.0

15. quinta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: como quarta-feira; laudes com. dos Ss. Faustino e Jovito, Mm.
b) Missa: da quinta-feira depois das cinzas, com. dos Ss. Mm.
c) Notas: R.3, V.3

16. sexta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: como quarta-feira.
b) Missa: da sexta-feira depois das cinzas. Tractus.
c) Notas: R.3, V.3

17. sábado – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: como quarta-feira.
b) Missa: do sábado depois das cinzas.
c) Notas: R.3, V.3

 I Vésperas do 1o. Domingo da Quaresma, roxo, 1a. classe. A partir desta noite os hinos se cantam no tom da quaresma, até o tempo da Paixão.

18.  PRIMEIRO DOMINGO DA QUARESMA– roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.
b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.
c) Notas: R.0, V.0

19. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II.
b) Missa: própria, tractus, pref. da quaresma.
c) Notas: R.3, V.3

20. terça-feira – branco – Ss. Francisco e Jacinta Marto, Pastorinhos de Fátima – 3a. classe.
Como não temos os textos próprios, reza-se ofício da féria.

21. QUARTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS DA QUARESMA– roxo – 2a. classe.

a) Ofício: como segunda-feira. Mat. esquema II. Preces.
b) Missa: com rubrica especial (2 epístolas), tractus.
c) Notas: R.2, V.2

22. quinta-feira – branco – CÁTEDRA DE S. PEDRO, Ap.– 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Laudes e Vésp: com. de S. Paulo sub única conclusione e com. da féria. Compl. de domingo.

b) Missa: com. de S. Paulo sub única conclusione, com. da féria, Credo, pref. dos Apóstolos.
c) Notas: R.2, V.2

23. SEXTA-FEIRA DAS QUATRO TÊMPORAS DA QUARESMA – roxo – 2a. classe.

a) Ofício e Missa: como na segunda-feira. Laudes e Missa: com. de S. Pedro Damião, B. e D. Preces.
b) Notas: R.2, V.2

24. sábado – vermelho – S. MATIAS, Ap. – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Laudes e Vésp.: com. da féria. Compl. de domingo.
b) Missa: com. da féria, Credo, pref. dos Apóstolos.
c) Notas: R.2, V.2

 I Vésperas do 2o. Domingo da Quaresma, roxo, 1a. classe, sem comemoração.

25.  SEGUNDO DOMINGO DA QUARESMA – roxo – 1a. classe.

a) Ofício: dominical próprio do tempo da quaresma. Laudes II. Horas menores: antif. Próprias. Prima: Sl. 53 no lugar do 117.
b) Missa: sem Gloria; Credo; pref. da Quaresma; Ite Missa est.
c) Notas: R.0, V.0

26. segunda-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo da quaresma. Laudes II.
b) Missa: própria, tractus, pref. da quaresma.
c) Notas: R.3, V.3

27. terça-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.
Como segunda-feira; com. de S. Gabriel de N. Sra. das Dores, Conf. em Ld. e na Missa.

28. quarta-feira – roxo – Da féria – 3a. classe.
Como segunda-feira; Preces.

Deixe seu Comentário


Todos os direitos reservados : Trinity Web