« Liturgia Dominical » 29 de setembro de 2017 † Dedicação de S. Miguel branco – 1a. classe. “São Miguel Arcanjo, vencedor do dragão infernal, oferecei a Deus as nossas orações como o fumo dos perfumes. Amém”. Recomenda-se aos fiéis os piedosos exercícios do MÊS DO SANTO ROSÁRIO, instituídos pelo Papa Leão XIII (Enchir. Indulg. […]
" /> Dedicação de S. Miguel – 29 de setembro

Dedicação de S. Miguel – 29 de setembro

« Liturgia Dominical »

29 de setembro de 2017

† Dedicação de S. Miguel

branco – 1a. classe.

“São Miguel Arcanjo, vencedor do dragão infernal, oferecei a Deus as nossas orações como o fumo dos perfumes. Amém”.

Recomenda-se aos fiéis os piedosos exercícios do MÊS DO SANTO ROSÁRIO, instituídos pelo Papa Leão XIII (Enchir. Indulg. n. 17 – no cap. outras concessões; n.° 17).

Intróito / BENEDÍCITE — Salmo 102.20, 1

O Intróito como que enuncia o tema geral da Missa ou solenidade do dia.

Canto solene de entrada, o Introito como que enuncia o tema geral da Missa ou solenidade do dia. Compunha-se antigamente duma antífona e de um salmo, que se cantava por inteiro. Hoje o salmo está reduzido a um só versículo.

Benedícite Dóminum, omnes Angeli eius: poténtes virtúte, qui fácitis verbum eius, ad audiéndam vocem sermónum eius. Ps. Benedic, ánima mea. Dómino: et ómnia, quæ intra me sunt, nómini sancto eius. . Glória Patri.

Bendizei, ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força que cumpris as suas ordens, logo que ouvis a sua palavra. Sl. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há dentro de mim, bendiga o seu santo Nome. ℣.Glória ao Pai.

Oração (Colecta)

Pedimos ao Senhor aquilo de que precisamos nesse dia para a nossa salvação.

Numa breve oração, o celebrante resume e apresenta a Deus os votos de toda a assembleia, votos estes sugeridos pelo mistério ou solenidade do dia.

Deus, qui, miro órdine, Angelórum ministéria hominúmque dispénsas: concéde propítius; ut, a quibus tibi ministrántibus in cælo semper assístitur, ab his in terra vita nostra muniátur. Per Dominum nostrum Iesum Christum.

Ó Deus, que com ordem admirável determinais o ministério dos Anjos e dos homens, concedei-nos, propício, que nossa vida na terra seja protegida pelos Anjos que sem cessar servem, no céu, diante de vossa face. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Epístola extraída do Apocalipse de S. João 1. 1-5

A missa de S. Miguel põe em relevo o ministério dos anjos; o Apocalipse, logo no início, apresenta-no-los já diante do trono de Deus, já encarregados de missões divinas junto dos homens.

In diébus illis: Significávit Deus, quæ opórtet fíeri cito, mittens per Angelum suum servo suo Ioánni, qui testimónium perhíbuit verbo Dei, et testimónium Iesu Christi, quæcúmque vidit. Beátus, qui legit et audit verba prophetíæ huius: et servat ea, quæ in ea scripta sunt: tempus enim prope est. Ioánnes septem ecclésiis, quæ sunt in Asia. Grátia vobis et pax ab eo, qui est et qui erat et qui ventúrus est: et a septem spirítibus, qui in conspéctu throni eius sunt: et a Iesu Christo, qui est testis fidélis, primogénitus mortuórum et princeps regum terræ, qui diléxit nos et lavit nos a peccátis nostris in sánguine suo.

Naqueles dias, 1manifestou Deus o que em breve deveria acontecer. Manifestou-o, enviando o Anjo a seu servo João, 2que deu testemunha da palavra de Deus, e testemunhou de Jesus Cristo sobre todas as coisas que viu. 3Feliz de quem ler e ouvir as palavras desta profecia, e observar o que nela está escrito, porque o tempo está próximo. 4João, às sete igrejas que há na Ásia: A graça e a paz vos sejam dadas, da parte d’Aquele que é, que era e que há de vir; da parte dos sete Espíritos que assistem ante o trono de Deus15e da parte de Jesus Cristo, Testemunha fiel, Primogênito dentre os mortos, Príncipe dos reis da terra; a Ele que nos amou e nos lavou de nossos pecados com seu Sangue.

Provavelmente sete anjos.

Gradual / Salmo 102. 20, 1

Gradual e Aleluia, são cantos intercalares, por via de regra, tirados dos salmos e que traduzem os devotos afetos produzidos na alma pela leitura da Epístola ou sugeridos pelo Mistério do dia.

Benedícite Dóminum, omnes Angeli eius: poténtes virtúte, qui fácitis verbum eius. Benedic, ánima mea, Dóminum, et ómnia interióra mea, nomen sanctum eius.

Bendizei ao Senhor, vós, todos os seus Anjos, poderosos em força, que cumpris as suas ordens. ℣. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo que há em mim bendiga o seu santo Nome.

Aleluia

Allelúia, allelúia. Sancte Míchaël Archángele, defénde nos in prælio: ut non pereámus in treméndo iudício. Allelúia.

Aleluia, aleluia. ℣. São Miguel Arcanjo, defendei-nos neste combate a fim de que não pereçamos no dia do juízo tremendo. Aleluia.

Evangelho segundo São Mateus 18. 1-10

A vida divina em nós é duma grandeza de tal ordem que ultrapassa todas as outras. É dum tal valor que tudo devemos sacrificar por ela. O próprio Deus delega anjos para a nossa guarda.

In illo témpore: Accessérunt discípuli ad Iesum, dicéntes: Quis, putas, maior est in regno cælórum? Et ádvocans Iesus parvulum, statuit eum in médio eórum et dixit: Amen, dico vobis, nisi convérsi fuéritis et efficiámini sicut párvuli, non intrábitis in regnum cælorum. Quicúmque ergo humiliáverit se sicut párvulus iste, hic est maior in regno cælórum. Et qui suscéperit unum párvulum talem in nómine meo, me súscipit. Qui autem scandalizáverit unum de pusíllis istis, qui in me credunt, expédit ei, ut suspendátur mola asinária in collo eius, et demergátur in profúndum maris. Væ mundo a scándalis! Necésse est enim, ut véniant scándala: verúmtamen væ hómini illi, per quem scándalum venit! Si autem manus tua vel pes tuus scandalízat te, abscíde eum et próiice abs te: bonum tibi est ad vitam íngredi débilem vel cláudum, quam duas manus vel duos pedes habéntem mitti in ignem ætérnum. Et si óculus tuus scandalízat te, érue eum et próiice abs te: bonum tibi est cum uno óculo in vitam intráre, quam duos óculos habéntem mitti in gehénnam ignis. Vidéte, ne contemnátis unum ex his pusíllis: dico enim vobis, quia Angeli eórum in cælis semper vident fáciem Patris mei, qui in cælis est.

Naquele tempo, 1chegaram-se a Jesus, os discípulos com esta pergunta: Quem é o maior no reino dos céus?2Jesus, chamando uma criança, colocou-a no meio deles e disse: 3Em verdade vos digo: se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, não entrareis no Reino dos céus. 4Portanto quem se tornar humilde como esta criança, este é o maior no Reino do céu. 5Quem acolher, em meu Nome, uma criança assim, a mim é que acolhe. 6Mas quem escandalizar2 um desses pequeninos, que em mim creem, melhor lhe fora que suspendesse a mó de um moinho ao pescoço e se lançasse nas profundezas do mar. 7Ai do mundo por causa dos escândalos! É inevitável que venham escândalos, mas ai do homem por quem eles vierem. 8Se tua mão e teu pé te forem ocasião de pecado, corta-os e lança-os longe de ti! Melhor te é entrares na vida manco e aleijado do que, tendo duas mãos ou dois pés, seres lançado ao fogo eterno. 9Se tua vista for ocasião de pecado, arranca-a e lança-a longe de ti: melhor te é entrares na vida com um só olho do que com dois, seres lançado ao fogo do inferno.10Vede que não desprezeis a nenhum desses pequeninos! Porque vos digo: seus Anjos contemplam sem cessar a face de meu Pai, que está nos céus.

« Escandalizar », em sentido etimológico e bíblico: constituir obstáculo — ser ocasião de pecado…

Homilia

CREDO…

Concluímos a Ante-Missa com essa profissão de fé.

Breve compêndio das verdades cristãs e Símbolo da fé católica. Com a Igreja, afirmemo-las publicamente e renovemos a profissão de fé que fizemos no Batismo.

Ofertório / Apocalipse 8. 3, 4

Com o Ofertório, começa a segunda parte da Missa ou Sacrifício propriamente dito. Três elementos o constituíam antigamente: apresentação das oferendas, canto de procissão, oração sobre as oblatas.

Stetit Angelus iuxta aram templi, habens thuríbulum áureum in manu sua, et data sunt ei incénsa multa: et ascéndit fumus aromátum in conspéctu Dei, allelúia.

Junto ao altar do templo estava um Anjo, com um turíbulo de ouro em sua mão. E foram-lhe dados muitos perfumes; e o odor do incenso subiu até à presença de Deus, aleluia.

Secreta

É a antiga “oração sobre as oblatas”, ponto de ligação entre o Ofertório e o Cânon.

Hóstias tibi, Dómine, laudis offérimus, supplíciter deprecántes: ut easdem, angélico pro nobis interveniénte suffrágio, et placátus accípias, et ad salútem nostram proveníre concédas. Per Dominum nostrum Iesum Christum.

Nós Vos oferecemos, Senhor, estas hóstias de louvor, rogando-Vos humildemente que as aceiteis com benignidade pela intercessão de vosso Anjo, e sejam elas úteis à nossa salvação. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Communio / Daniel 3. 58

Alternando com o canto dum salmo, acompanhava (e ainda hoje pode acompanhar) a comunhão dos fiéis.

Nas Missas cantadas, se canta, enquanto o sacerdote toma as abluções e recita as orações seguintes em que se pedem para a alma os frutos da Comunhão.

Benedícite, omnes Angeli Dómini, Dóminum: hymnum dícite et superexaltáte eum in saecula.

Bendizei ao Senhor, vós, todos os Anjos do Senhor; cantai-Lhe hinos e exaltai-O por todos os séculos.

Postcommunio

Súplica a Deus para que nos conceda os frutos do Sacrifício.

Beáti Archángeli tui Michaelis intercessióne suffúlti: súpplices te, Dómine, deprecámur; ut, quod ore prosequimur, contingamus et mente. Per Dominum nostrum Iesum Christum.

Confiando na intercessão de vosso santo Arcanjo Miguel, Vos suplicamos humildemente, Senhor, que a nossa alma alcance o que os nossos lábios solicitam. Por Nosso Senhor Jesus Cristo.

Meditação

Festa do Arcanjo São Miguel

Príncipe da Milícia Celeste

Michael, unus de principibus primis, venit in adjutorium meum —

« Miguel, um dos primeiros príncipes, veio em meu socorro » (Dan. 1013).

Entre os anjos do céu não há nenhum que seja su­perior nem talvez, no dizer de São Boaventura, igual a São Miguel. E com razão, pois São Miguel foi escolhido por Deus para rebater o orgulho de Lucifer e de todos os anjos rebeldes e para os expulsar do céu. — Minha alma, se amas este santo Arcanjo, que tanto amor tem aos ho­mens, congratula-te com ele pela grandeza de que goza no paraíso, e roga-lhe que, assim como é o protetor da Igreja universal e de todos os fiéis, seja também o teu protetor especial junto de Deus, que muito o ama e se compraz em ver glorificado por todos este anjo tão fiel e tão zeloso da gloria divina.

 

Na missa pelos defuntos a Igreja roga assim: São Mi­guel, o porta-bandeira, leve-as (as almas) à santa luz: Signifer sanctus Michael repraesentet eas in lucent sanctam. Os escritores explicam esta oração dizendo que São Miguel tem o oficio honroso de apresentar ao Juiz Jesus Cristo todas as almas que deixam este mundo em estado de graça. — Glorioso Arcanjo São Miguel, pela vossa proteção fazei que, no dia da minha morte, a minha alma esteja ornada da graça de Deus e seja digna de ser apre­sentada pelas vossas mãos a Jesus Cristo meu Juiz.

Em nome de todos os fiéis, a santa Igreja roga a São Miguel que na hora da morte nos defenda contra os assaltos dos demônios, afim de que não sejamos por eles vencidos e não nos percamos: « São Miguel Arcanjo, defendei nos no combate, para que não pereçamos no tremendo juízo » —Sancte MichaelArchangele, defende nos in prælio, ut non pereamus in tremendo judicio. — Mas, afim de que seja­mos mais seguramente defendidos nesse momento terrível que decidirá da nossa eterna salvação, mister é que em vida dediquemos devoção especial a este príncipe celeste, agradecendo muitas vezes à Santíssima Trindade as graças e prerrogativas a ele concedidas, recomendando-nos sem­pre à sua proteção e imitando sobre tudo as suas virtudes, em particular a sua humildade e o seu zelo pela gloria divina.

 

Ah! Santo Arcanjo, o inferno tem muitas armas com que pode investir contra mim na hora da minha morte: estas armas são os meus pecados, com cuja representação procurará precipitar-me no desespero. Já agora está pre­parando tentações horríveis para me fazer então cair no pecado. Ó vós, que vencestes e expulsastes do céu este terrível adversário, vencei-o de novo por mim, e na hora da minha morte expeli-o para bem longe; isto vos suplico pelo grande amor que Deus vos tem e vós a ele. — Ó Maria, Rainha do céu, ordenai a São Miguel que me assista à hora da minha morte.

« É Vós, ó meu Deus, que regulais com ordem ad­mirável os ministérios dos anjos e dos homens, dignai-Vos permitir que aqueles que Vos oferecem continuamente os seus serviços no céu, protejam a nossa vida sobre a terra. Por Jesus Cristo Nosso Senhor, que convosco vive e reina por todos os séculos dos séculos. » (Colecta)

Afonso M. de Ligório — Meditações — Tomo III
Freiburg im Breisgau (Alemanha) – 1922.

Deixe seu Comentário


Todos os direitos reservados : Trinity Web