ABRIL INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO Universal: Pelos jovens, para que saibam responder com generosidade à própria vocação, considerando seriamente também a possibilidade de se consagrarem ao Senhor no sacerdócio ou na vida religiosa. 1. ✠ Domingo de Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor – branco – 1a. classe, com oitava de 1a. classe. a) […]
" /> Ordo Litúrgico de Abril de 2018

Ordo Litúrgico de Abril de 2018

ABRIL

INTENÇÕES DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

Universal: Pelos jovens, para que saibam responder com generosidade à própria vocação, considerando seriamente também a possibilidade de se consagrarem ao Senhor no sacerdócio ou na vida religiosa.

1. ✠ Domingo de Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor branco – 1a. classe, com oitava de 1a. classe.

a) Ofício: festivo com rubricas próprias. Em Laudes e Vésp. Benedicamus Dño. e Deo gratias com dois Completas próprias: ant. Regina Coeli, até a sexta-feira de Pentecostes.

b) Aspersão: hoje e durante todo o tempo pascal canta-se a ant. Vidi Aquam. Na aspersão de hoje usa-se a água lustral.

c) Missa: (até sábado) seqüência, Credo, Pref. Pascal (in hac potissimum die), e Hanc igitur próprios, Ite Missa est e Deo gratias com dois Alleluia.

d) Notas:

♦ R.0, V.0

♦ Círio Pascal: permanece em seu candelabro ao lado do evangelho. Deve ser aceso nas Missas do Domingo e dias de semana, bem como em Laudes e Vésperas, quando cantadas, até o evangelho da Missa da Ascensão inclusive.

♦ Rito para administrar a Comunhão fora da Missa no tempo Pascal: 1) Acrescenta-se o Alleluia à antífona e ao versículo, salvo quando se dá antes ou depois da Missa de Réquiem. 2) Diz-se a oração Spiritum nobis (postcommunio da Missa da Páscoa). – Comunhão para os doentes: acrescenta-se o Alleluia como acima, mas reza-se a oração Deus qui nobis.

2. Segunda-feira da Oitava da Páscoa branco – 1ª. classe.

a) Ofício: como no dia de Páscoa, com as variações do próprio.

b) Missa: própria; Sequência e Credo. Communic. e Hanc igitur próprios.

c) Notas: R.1, V.1

3. Terça-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

Tudo como segunda-feira.

4. Quarta-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

Tudo como segunda-feira.

5. Quinta-feira da Oitava da Páscoa branco – 1a. classe.

Tudo como segunda-feira.

6. Sexta-feira da Oitava da Páscoa – branco – 1a. classe – 1ª sexta-feira do mês.

Tudo como segunda-feira.

7. Sábado in Albisbranco – 1a. classe.

Tudo como segunda-feira.

⇒  I Vésperas do Domingo in Albis, branco: ant. único Aleluia, Sl. do sábado, Benedicamus Dño. sem Aleluia.

⇒ Recomendam-se as orações dos fiéis pela 56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, a ser realizada em Aparecida, SP, nos dias de 11 a 20 de abril.

8. ✠ Domingo in Albis, Oitava da Páscoa –Domingo da Divina Misericórdia branco – 1a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal. Mat. normal; Prima: Sl. 117.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum), comum, Ite Missa est sem Aleluia.

c) Notas: 0, V.0

⇒ II Vésperas do Domingo in Albis, branco, com. das I Vésp. da Anunciação de N. Sra. (festa transferida do dia 25/03).

Tempo Pascal

a) Ofício:

♦ In genere: em todas as Horas os salmos são rezados sob uma só antífona, que, no Ofício ferial e festas de 3a. classe é Aleluia.

♦ Ofícios dos Apóstolos e Mártires: têm formulário especial no comum.

♦ Prima: diz-se no responsório o V. Qui surrexisti a mortuis, a não ser que indique outra coisa.

b) Missa:

♦ No Intróito: acrescentam-se dois Aleluia.

♦ O gradual: é substituído pelo Aleluia do Tempo Pascal.

♦ Prefácio: reza-se o pref. Pascal em todas as Missas que não tiverem prefácio próprio.

♦ Antífonas do Ofertório e Comunhão: acrescenta-se um Aleluia.

9. segunda-feira – branco – Festa da Anunciação de Nossa Senhora (transferida) – 1a. classe.

a) Ofício: festivo em todas as horas, com a modalidade do Tempo Pascal.

b) Missa:

 

♦ Modalidade do Tempo Pascal, Glória, Credo, pref. de N. Senhora (et te in Annuntiatione).

♦ Nas Missas Cantadas: no V/ Et incarnatus, se o Celebrante e os Ministros estão sentados, vão ajoelhar-se no degrau inferior do altar. Se estiverem no altar, ajoelham-se no supedâneo.

c) Notas: R.1, V.1

 

 

10. terça-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 1o. Domingo depois da Páscoa, Glória, pref. Pascal.

c) Notas: 4, V.4

11. quarta-feira – branco – S. Leão Magno, Pp. Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

12. quinta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como terça-feira.

13. sexta-feira – vermelho – S. Hermenegildo, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

14. sábado – vermelho – S. Justino, M. – 3a. classe.

a) Ofício e Missa: dos Ss. Tibúrcio, Valeriano e Máximo, Mm. em Laudes e na Missa.

b) Notas: 3, V.3

⇒ I Vésp. do 2o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2a. classe.

⇒ Amanhã: Domingo do Bom Pastor: dia de pregação pelas Vocações Sacerdotais.

 

15. ✠ SEGUNDO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe – Domingo do Bom Pastor.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: 1, V.2

16. segunda-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 2o. Domingo depois da Páscoa, Glória, pref. Pascal.

c) Notas: 4, V.4

17. terça-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como ontem; com. de S. Aniceto, Pp. e M. em laudes e na missa.

18. quarta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira.

19. quinta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira.

20. sexta-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

Como segunda-feira.

21. sábado – branco – S. Anselmo, B., Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

⇒ I Vésp. do 3o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2a. classe.

 

22. ✠ TERCEIRO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: 1, V.2

23. segunda-feira – branco – Da féria – 4a. classe.

a) Ofício: ferial do tempo Pascal. Em Mat. diz-se Te Deum. Oração do domingo, com. de S. Jorge, M. Laudes e Vésp.: ant. do Benedictus e Magnificat próprias.

b) Missa: do 3o. Domingo depois da Páscoa, com. de S. Jorge, Glória, pref. Pascal, ou Missa de S. Jorge, vermelho, Glória.

c) Notas: 4, V.4

24. terça-feira – vermelho – S. Fidélis de Sigmaringa, M. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

⇒ Amanhã: Aniversário de falecimento do Exmo. Sr. Bispo D. Antônio de Castro Mayer, Bispo Emérito de Campos, fundador da União Sacerdotal São João Maria Vianney ( 1991).

25. quarta-feira – vermelho – S. MARCOS, Ev. (Ladainhas Maiores) – 2a. classe.

a) Ofício: festivo nas Horas maiores. Horas menores: of. ordinário. Compl. de domingo.

b) Missa: das Rogações, Credo, pref. dos Apóstolos.

c) Notas: 2, V.2

d) Ladainhas Maiores:

Recitação privada da Ladainha

♦ Obrigação: As Ladainhas com as preces e orações (como no Brev. Rom.) devem ser obrigatoriamente recitadas por aqueles que estão obrigados ao Ofício Divino, se: 1) não participam da procissão (ou das preces públicas); 2) ou se, durante a procissão, não cantam nem recitam a Ladainha.

♦ Tempo: Quem reza a Ladainha privadamente, não pode antecipar de véspera, mas deve fazê-lo imediatamente depois de Laudes, omitindo o vers. Fidelium.

Procissão

♦ Obrigação da procissão: Deve-se fazer a procissão na Igreja Principal e nas Igrejas Paroquiais. Onde, porém, não for possível fazer a procissão, o Ordinário deve prescrever outras preces públicas em língua latina ou vulgar.

♦ Rito: roxo – 1) Estando todos de pé, canta-se a antífona Exsurge. – 2) Todos se ajoelham e canta-se a Ladainha, sem duplicar nenhuma invocação. – 3) Depois de cantar a invocação Sancta Maria, ora pro nobis, todos se levantam e começa a procissão. Se a procissão for comprida, terminada a Ladainha (até as preces exclusive), ou se repete a Ladainha, ou se cantam os Sl. Penitenciais ou Graduais. Nunca, porém, deve-se cantar hinos de alegria. – 4) Tendo chegado à igreja, termina-se a Ladainha e rezam-se as preces de joelhos. No V. Dñus. vobiscum o celebrante se levanta sozinho para cantar as orações.

♦ Missa da estação: 1) onde se faz a Procissão deve-se celebrar obrigatoriamente em seguida a Missa das Rogações; onde se fazem preces públicas, também convém que a Missa das Rogações seja celebrada. – 2) A Missa das Rogações é votiva de 2a. classe, sem Glória, com. de S. Marcos, pref. Pascal; omitem-se as orações ao pé do altar, o Aufer a nobis e o Oramus. Se a Missa das Rogações for impedida, deve-se dizer a missa do dia corrente. – 3) Na Missa das Rogações: toca-se o órgão; não se acende o círio pascal, salvo se a missa for cantada; canta-se o prefácio em tom solene; o coro permanece de pé para as orações. 4) Na paróquia onde houver uma só Missa e ocorrer uma sepultura, não se deve omitir a procissão e a Missa de Rogações: por isso a sepultura deve ser feita sem a Missa exequial.

26. quinta-feira – vermelho – Ss. Cleto e Marcelino, Pp. e Mm. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

27. sexta-feira – branco – S. Pedro Canísio, Conf. e D. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

28. sábado – branco – S. Paulo da Cruz, Conf. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

♦ I Vésp. do 4o. Domingo depois da Páscoa, branco, 2a. classe.

 

29. ✠ QUARTO DOMINGO DEPOIS DA PÁSCOA – branco – 2a. classe.

a) Ofício: dominical do tempo Pascal.

b) Missa: Glória, Credo, Pref. Pascal (in hoc potissimum).

c) Notas: 1, V.2

30. segunda-feira – branco – S. Catarina de Sena, V. – 3a. classe.

Notas: R.3, V.3

⇒ I Vésperas da Festa de São José Operário, branco, 1a. classe.

Deixe seu Comentário


Todos os direitos reservados : Trinity Web